Tradução (Translate)

domingo, 21 de janeiro de 2018

LA GLORIOSA

La Gloriosa - Benfica

Junto ao portão da sua quinta, La Gloriosa, em homenagem ao Benfica.

Brilhou no clube da Luz entre 2000 e 2003, apesar de muitas vezes ter tido salários em atraso. A paixão pelos encarnados é tanta que tem uma quinta com o nome La Gloriosa.

Já lá vão praticamente 15 anos desde que Francisco Velázquez deixou os ringues portugueses e o Benfica. O argentino, agora com 43 anos, era por muitos considerado o "Maradona do hóquei", tal era a sua técnica e a forma como jogou durante três anos (2000 a 2003) no antigo pavilhão do Estádio da Luz.

Sete anos depois de terminar a carreira, Panchito fala ao DN sobre a sua vida atual na Argentina, longe do hóquei, e sobre o amor por Portugal, mas sobretudo pelo Benfica. Esse sentimento fica claro mal explica que o nome da sua quinta, onde se "trabalha a uva, para consumo fresco e para passa", chama-se La Gloriosa em homenagem "ao Benfica, o gloriosoAchei que era uma forma de agradecer ao meu clube [Benfica]. O nome da quinta é por isso mesmo", explicou.

"Fica a uns 20 quilómetros da minha terra, San Juan, e tem também, ao pé do rio, um campo de futebol e piscina. As pessoas vão lá passar o dia, cozinham, as crianças brincam, não tem nada que ver com competição", acrescentou.

Além de La Gloriosa, Panchito está ligado ao imobiliário, "arranjando as terras que as pessoas compram para depois fazer casas". E o hóquei? "São momentos que passam. Sigo sempre o hóquei, mas não estou ligado a nenhuma instituição", frisou.

O ex-jogador não esquece os tempos que passou no Benfica, apesar das dificuldades financeiras no seu primeiro ano, com Vale e Azevedo como presidente. "Foi um momento muito importante da minha vida e uma situação especial. O Benfica não passava por um bom momento. Vale e Azevedo era o presidente. Éramos uma equipa muito humilde. O Carlos Dantas era o treinador, fazia às vezes de preparador físico e médico, o Carlos mexia com tudo. Dávamos tudo e passavam-se seis ou oito meses sem recebermos. Não era o Benfica atual. Mas vestir aquela camisola é diferente de todas as outras. Amei. Comprei o meu primeiro apartamento aí e há muitas coisas que ainda continuam a mexer com o meu coração", afirmou.

Sobre Carlos Dantas faz uma comparação curiosa. "É como o Alex Ferguson no Manchester United. O Benfica merece-o e ele merece o Benfica", acrescentou, indicando que, no horizonte, está a ideia de fazer algo em Portugal com o ex-treinador, "um projeto relacionado com o hóquei e o desporto".

Mas afinal quais são as grandes memórias que guarda da altura em que foi jogador do Benfica? A resposta sai pronta: o regresso de uma lesão e um golo frente ao FC Porto. "Passados quatro ou cinco meses de estar aí fui operado pelo Dr. António Martins, que curou o meu joelho. Quando voltei ao pavilhão, aquele sítio lindo que arrepiava a pele e intimidava os adversários, as pessoas começaram a bater palmas e foi a conexão mais importante que tive. Aí pensei que estava em casa e não queria sair mais. Foi muito importante", disse, recordando ainda o "inferno da Luz que na altura era impressionante".

Outra memória é de uma vitória por 7-4 frente ao FC Porto, em que "ficou gente de fora do pavilhão". Panchito fintou toda a equipa dos dragões antes de fazer uma "picadinha" ao guarda-redes dos dragões. "Foi o golo mais bonito da minha carreira e tem um valor diferente por ser contra o FC Porto. Não é fácil. Lembro-me como se fosse ontem e foi nesse golo que beijei a camisola pela primeira vez e começou a paixão", referiu.

Panchito nunca foi campeão nacional pelos encarnados, algo que não assume como uma tristeza e justifica com o facto de a equipa começar bem os campeonatos, mas em março começava a notar-se a idade de alguns dos jogadores. E "também o joelho" do argentino começava a ceder. "Não foi uma equipa para ganhar títulos. Mas adorávamos o clube. Éramos cobiçados, mas ficávamos, mesmo sem receber. Institucionalmente não era um bom momento para o Benfica. O clube não era verdadeiramente profissional", revelou.

De melhor do mundo a patrão

Levar uma equipa às costas e ser patrão de uma quinta tem semelhanças? Sim e não. "Se tomas uma má decisão no jogo, podes perder, mas agora um erro pode significar que as pessoas não comem e não levam comida para casa."

Francisco Velázquez faz questão de elogiar o papel dos colegas na sua ascensão. "Para ser o Panchito foi preciso ter os companheiros que eu tive. O Messi e o Ronaldo precisam dos seus colegas. É muito importante e quero aproveitar para agradecer aos meus ex-colegas", referiu.

Voltando à atividade atual, lembra que "no início não foi fácil, mas agora sinto-me cómodo e maduro para este lugar", atirou, defendendo que "quem é profissional de um desporto devia preparar-se para o mercado do trabalho, porque não vai ser profissional para sempre. É diferente depois para trazer dinheiro para casa e dar de comer aos filhos. Os jogadores deviam fazer um curso para preparar a vida depois de abandonarem o desporto", disse.

Panchito tem um filho de 14 anos e uma filha de 12 que "adoram Portugal". Ela ginasta e ele hoquista. Um dos sonhos de Panchito é ver o filho "com a camisola encarnada pelo menos uma vez". E por falar em saudades de Portugal, lembra as douradas grelhadas: "Uma vez comi seis", lembrou entre risos.
in Diário de Notícias

JOÃO CARVALHO... CHEGOU A TUA HORA


É oficial, Krovinovic sofreu rotura do ligamento cruzado anterior do joelho direito... meu Deus que infelicidade, o croata não merecia, o Benfica não merecia, os benfiquistas não mereciam, mas esta é a nossa triste sina... enfim, não há tempo para lamentações, se no passado ultrapassamos a grave lesão de Jonas, certamente que Rui Vitória também arranjará soluções para a grave lesão de Krovinovic e porque o azar de uns é a sorte de outros, João Carvalho aparece agora como o grande candidato a ocupar o lugar do croata na equipa titular, qualidade não lhe falta... aliás, para esta posição o Benfica tem nos seus quadros jogadores de grande qualidade, para lá do inevitável João Carvalho, tem ainda o Keaton Parks e o Gedson na equipa B... muita qualidade.
Força João Carvalho, acredito que chegou a oportunidade por que tanto esperavas, agarra-a com unhas e dentes, a família benfiquista está contigo.

sábado, 20 de janeiro de 2018

OLHA O BENFICA... RUMO AO P3N7A


Obs.: O azar de uns é a sorte de outros... nos próximos dias ficaremos a saber se Krovinovic se lesionou ou se tudo não passou de um susto, mas até lá convém recordar que temos no plantel o João Carvalho e o Keaton Parks... sem stress até porque esta é a nossa sina, temos de acreditar até ao fim e se for preciso o João pegar na batuta ele está mais do que preparado...

FUTEBOL FEMININO DO BENFICA CONTRATA MAIS UMA INTERNACIONAL BRASILEIRA


DAIANE RODRIGUES REFORÇA FUTEBOL FEMININO

O Sport Lisboa e Benfica continua a reforçar a equipa de futebol feminino, que será uma realidade já na próxima temporada. Vinda também do Brasil, a lateral-direita Daiane Rodrigues, natural de São Carlos, é a segunda contratação.
A jogadora de 31 anos (22/07/1986) começou a jogar futebol pela ASF São Carlos, aos 14 anos, seguindo-se clubes como Araraquara, Ferroviária, Francana e São Paulo FC. Na última época defendeu a camisola do Corinthians/Audax, onde venceu a Copa do Brasil e a Taça dos Libertadores. No seu currículo acrescenta ainda o serviço pela seleção brasileira, estando no restrito lote de jogadoras que, até abril, farão parte da seleção permanente do Brasil. 

Daiane Rodrigues desvinculou-se esta semana do Corinthians e apresenta-se na Luz no início da época 2018/19.

A brasileira não esconde a felicidade por entrar nesta nova aventura com o Clube da Luz e promete dar o seu melhor nesta equipa feminina, que vai dar que falar.

Fico muito feliz, é um projeto muito audacioso, bem estruturado, o Benfica está entre os maiores clubes do mundo e isso fez com que eu aceitasse a proposta”, confessou o reforço do Benfica, em declarações à BTV.

Eu espero fazer o melhor pelo Clube, acho que vamos conseguir ao longo do tempo e, durante os poucos meses que temos, trabalhar para conseguir títulos. Com certeza que vai ser um dos maiores clubes do mundo”, acrescentou.

Daiane Rodrigues viaja, pela primeira vez, para Portugal e admite estar ansiosa por pisar o solo lusitano.

É a primeira vez que eu saio do meu país para jogar futebol, mas estou preparada. Já jogo futebol há 15 anos e não é nada que me assuste. Estou muito feliz por esta oportunidade e estou ansiosa por conhecer Portugal, um país que já gostaria de ter conhecido”, afirmou a lateral-direita.

De chegada ao Benfica, Daiane Rodrigues não esquece o clube que a acolheu no ano e meio anterior e agradece todo o apoio do Corinthians.

O meu último clube foi o Corinthians, onde fizemos um ótimo trabalho também, um clube que tem um nome no futebol mundial e a quem eu tenho muito a agradecer”, disse a atleta.

O novo reforço do Benfica elogia o futebol feminino em Portugal e confessa ser uma honra poder vestir de águia ao peito.

Para mim é uma honra poder vestir o Manto Sagrado do Benfica e espero fazer um ótimo trabalho. Acho que o futebol feminino tem vindo a evoluir muito e Portugal tem tudo para ser uma potência no futebol feminino”, vincou Daiane Rodrigues.

Obs.: E vão três... Daniele Neuhaus, Darlene Reguera e agora Daiane Rodrigues.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

QUERER FAZER DOS BENFIQUISTAS PARVOS SERÁ A QUEDA DO SR. VIEIRA


Com os e-mails ficou-se a saber que nem é o Sr. Vieira que responde ás perguntas dos jornalistas nas entrevistas de jornal... os jornalistas mandam-lhe as perguntas por e-mail que são reenviadas para um político que responde pelo presidente do Benfica... tão giro não é... depois as respostas são reenviadas para os jornalistas e são estampadas nos jornais como pão para malucos... o tal e-mail tornado público foi tão corrosivo que este ano a famosa entrevista de início de ano de Luís Filipe Vieira ao jornal A Bola nem aconteceu... enfim, estas frases politicamente correctas são musica para os ouvidos dos benfiquistas e o Sr. Vieira vai na onda do populismo e repete o que os benfiquistas querem ouvir, o problema é que depois quando cheira a dinheirinho o Sr. Vieira esquece tudo o que prometeu ou que prometeram por ele e vende, vende, vende... vende tudo e se o negócio estiver difícil ele apanha o avião é vai ao país do clube interessado para resolver o problema e desbloquear a venda... é o verdadeiro vendedor implacável!

O Sr. Vieira quer lá saber da vontade dos benfiquistas, esses continuam a encher a Luz em todos os jogos, continuam a pagar mais do que todos os outros em Portugal para ver o Benfica na televisão, continuam a pagar mais do que qualquer adepto europeu para comprar uma camisola oficial do clube e quando chega a hora das eleições, pumba, são mais uns 80% ou 90% no único candidato a candidatar-se ás eleições do Benfica porque a oposição foi toda convidada para trabalhar na estrutura do Sr. Vieira que sem ninguém para lhe fazer frente continua a fazer o que muito bem entende sem dar satisfações a ninguém!

Está feito meus senhores, o Benfica deixou de ser um clube, no presente é uma empresa de compra e venda de jogadores em que o orgulho internacional é ser a fábrica de montagem da Europa... Cosme Damião deve andar ás voltas no caixão... com o Sr. Vieira na presidência nunca mais iremos ter um Benfica europeu de Champions, esqueçam lá isso... a estratégia é esta, colocar o Benfica minimamente competitivo para ganhar em Portugal e ser a fabrica de montagem para os grandes clubes europeus... a Liga dos Campeões serve como montra em que há anos que correm melhores que outros, mas o que realmente importa é mostrar o produto na maior montra do futebol mundial, os resultados desportivos europeus passaram a ser secundários.

O problema é que este ano minimizaram tanto o investimento que se não conseguirem a classificação para a Champions League vai-lhes cair tudo em cima, coisa que é para o lado que o Sr. Vieira dorme melhor, ele quer lá saber disso, basta aparecer na BTV ou dar uma entrevista a um jornal qualquer - de preferência aos do grupo Cofina - a dizer mais uma vez que a partir de agora é que vai ser e a maioria dos benfiquistas come e cala... vocês vão ver a segurança que vai estar na próxima Assembleia Geral, nem vão dar espaço para assobiar, a famosa cadeira deixou marcas na trupe do Sr. Vieira e tudo será feito para não voltar a acontecer... nisso o Sr. Vieira aprende rápido e nunca comete o mesmo erro duas vezes... o Sr. Vieira sempre foi muito esperto a fazer-se de vítima!

Enfim, o desabafo já vai longo... para terminar, o Sr. Vieira nunca mais terá o meu voto e continuo a aguardar por um candidato para liderar uma oposição séria que devolva o Benfica aos benfiquistas... para ser sincero não simpatizo muito com o Sr. Rui Gomes da Silva, mas perante o que se está a passar no Benfica ele poderá vir a ser muito importante para cortar o mal pela raiz, ao menos sente o Benfica como todos nós ao contrário do Sr. Viera que se está literalmente a cagar para a vontade e para as paixões e sonhos dos benfiquistas... estamos a 18 de Janeiro e reforços nem vê-los!