Tradução (Translate)

terça-feira, 30 de outubro de 2012

PARABÉNS DIEGO...


ALÍPIO MATOS NO BENFICA


Surpreendente comunicado de que Alípio Matos irá coordenar toda a formação do futsal do Benfica e treinar a equipa de juniores... é o regresso a casa.
No meu ponto de vista é um excelente reforço para a estrutura do futsal encarnado.
Bem-vindo de volta Sr. Alípio Matos... boa sorte.

MANUEL FERNANDES - O REFORÇO IDEAL


Saiu a notícia no jornal A Bola que o SL Benfica procura um médio para Janeiro (clicar aqui).
Pois eu aconselho Manuel Fernandes, actualmente a jogar na Turquia, no Besiktas de Istanbul, sendo actualmente uma das grandes estrelas da equipa.
É um médio português de 26 anos, formado no SL Benfica, com características de todo o terreno, pode desempenhar o papel de médio-defensivo, médio-centro ou mesmo médio ofensivo.
Manuel Fernandes forçou a saída do Benfica para o Valência, mas os tempos eram outros, apesar de ter já sido na era de Luís Filipe Vieira, no entanto, já fez declarações que gostaria de voltar a jogar no SL Benfica. Esta contratação custaria ao cofres encarnados entre 8/12 milhões de euros, um valor na minha opinião aceitável para a qualidade do jogador... Manuel Fernandes caia que nem uma luva na equipa do Benfica.
Também o Benfica poderia ajudar Manuel Fernandes a se impor na selecção nacional, mas tudo depende da vontade do jogador e do presidente do Benfica... se conseguirem resolver os desentendimentos do passado, poderá estar aqui o reforço mais que perfeito para a equipa.

domingo, 28 de outubro de 2012

PENAFIEL 2-1 SL BENFICA B


A equipa do SL Benfica B perdeu com o Penafiel, com uma grande exibição do... Cosme Machado.
O árbitro da partida, expulsou o médio Luciano e marcou duas grandes penalidades em dois minutos contra o Benfica, que o Penafiel falhou, uma com grande defesa de Mika, outra atiraram para fora. No entanto o Penafiel viria a marcar aos 91 minutos, devido a erro de comunicação da defesa encarnada.
Foi um bom jogo de preparação para os miúdos benfiquistas... o árbitro não é amigo e é bom que se comecem a habituar a isso.
De referir o grande golo de Miguel Rosa, com domínio de bola e finalização de grande jogador de futebol... para a próxima época merece o plantel principal.

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA DEPLORÁVEL

   

Já há muito que o digo... ser treinador do SL Benfica, também é saber falar e dominar a "arte da comunicação". Jesus está a anos luz de ter um discurso aceitável para a dimensão do Benfica... ontem, na conferência de imprensa em Barcelos, foi mais um exemplo que caladinho é um poeta.
Sr. Jesus, que eu saiba, consigo o SL Benfica só ganhou um... espera, não era isso que queria dizer!!!

sábado, 27 de outubro de 2012

GIL VICENTE 0-3 SL BENFICA


Vitória tranquila... Luisinho está uns furos acima de Melgarejo e Enzo Perez rende muito mais nas alas, faz lembrar Ramires, pois consegue dar um equilíbrio muito grande no meio-campo nas transições defensivas... borrou a pintura com uma expulsão desnecessária.
André Gomes tem o futuro ao seus pés e aquele festejo do golo com os adeptos, com a restante equipa a juntar-se a ele, será inesquecível... obrigado André, és um jogador majestoso no meio-campo.
Ola John começa a aparecer na equipa, é um excelente jogador, falta a adaptação.
Lima é de facto um grandíssimo reforço, uma opção acertadíssima da direcção encarnada na sua contratação... joga, faz jogar e marca.
Já Jorge Jesus, caladinho é um poeta... conferência de imprensa deplorável.
Este jogo fez cair mais um mito... a aposta na formação é real, não é ficção.

O DISCURSO DO VENCEDOR LUÍS FILIPE VIEIRA

O DISCURSO DO DERROTADO RUI RANGEL

HOJE JOGA O BENFICA


Hoje joga o Benfica... já jogamos em Barcelos esta época e vencemos facilmente por 2-5, em jogo de preparação, com um hat-trick de Rodrigo Mora, mas a equipa neste momento não está bem, vem vindo a praticar um futebol muito esforçado e desequilibrado e certamente que as continuas lesões de Pablo Aimar e Carlos Martins, não têm ajudado em nada, no entanto Enzo Peréz e Lima têm estado bem e são de facto dois reforços de peso para esta época.
É espectável que Jorge Jesus aposte mais uma vez na táctica 4-1-3-2, que tantos problemas nos tem trazido nas transições defensivas, mas "burro velho" é teimoso e não muda.
A equipa encontra-se bastante limitada, pois Nolito e Gaitan também não jogam. Assim sendo o jogo desta noite será bastante complicado. O Gil Vicente é uma equipa muita rápida no contra-ataque e encontra-se actualmente no 4º lugar do campeonato, portanto todos os cuidados são poucos.
Esperemos que a equipa tenha pernas para o jogo de hoje, depois do esforço feito na Rússia, com um grau negativo e relvado sintético, que tantas mazelas deixaram aos atletas benfiquistas... penso que o jogo se ganhará no meio-campo e é exactamente isso que me preocupa.

CINEMA NAS PAPOILAS: CONVICTION (A ADVOGADA)

O melhor cinema em www.oxe7.com


CINEMA NAS PAPOILAS: THE AMAZING SPIDER-MAN

O melhor cinema em www.oxe7.com


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

83%


Categórico... 83% não deixa margem para qualquer dúvida, Luís Filipe Vieira é o presidente da maioria dos sócios benfiquistas... paz, união e muita força é o pedido que deixo a todos, para a conquista do sucesso e na luta continua contra o "sistema" instalado no desporto português.
De referir que estas eleições tiveram a maior adesão de sempre... as condições criadas por esta direcção para tamanha simplicidade e eficiência nas votações é assinalável... muitos dirão que foi mais um atentado pouco democrático de Vieira... foi mais um estalo de luva branca, isso sim, tal como o comunicado da SAD à CMVM em relação aos direitos televisivos na Benfica TV.
Viva o SL Benfica... a luta continua.

BLOGS MENTIROSOS...


Este vídeo é uma mentira a que muitos blogs reagiram como mais uma atitude reprovável do Vieira... nem sequer repararam que a imagem da Lista A não é a fotografia do candidato Luís Filipe Vieira.
O desespero... ou seja lá o que for... está a fazer que alguns "blogs" publiquem postagens ridículas e mentirosas.
Exige-se mais seriedade destes pseudo benfiquistas... tenham vergonha.
A imagem que vos deixo é a real do voto electrónico.
Só para alguns... votem e calem-se.


Em relação há imagem em baixo... não se esqueçam que o voto electrónico via site oficial do clube só está disponível para os arquipélagos da Madeira e Açores e para o estrangeiro.
Deixem-se das teorias de conspiração...

COMUNICAÇÃO CMVM


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O SEGREDO DE VIEIRA...

Que presidente... esta capacidade de se multiplicar no mesmo dia, à mesma hora, em locais diferentes, com o mesmo discurso, faz de Luís Filipe Vieira um Deus, ou então tem um irmão gémeo... você decide.

  

ENTREVISTA DE LUÍS FILIPE VIEIRA NA SIC

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

ENTREVISTA DE LUÍS FILIPE VIEIRA NA RTP

XEQUE-MATE A RANGEL


Vieira guardou a melhor jogada para o final... a dois dias das eleições o actual Presidente do SL Benfica deixa cair a bomba nas mãos de Rangel, com a comunicação que os jogos do clube serão transmitidos na Benfica TV a partir da época 2013/14 e que o líder desse projecto é José Eduardo Moniz (clicar aqui).
Podemos questionar o "timing" desta comunicação, mas com isto Vieira prova que sempre esteve por cima destas eleições e que não brinca em serviço, atirando Rangel literalmente para canto... com isto, acredito que Vieira ganhou as eleições... Xeque-Mate a Rangel.

ENTREVISTA DE RUI RANGEL NA ANTENA 1

ENTREVISTA DE RUI RANGEL NA RR



terça-feira, 23 de outubro de 2012

JESUS... CONGELAMOS!



Mais uma vez o Benfica congelou na Rússia... o grau negativo e o relvado sintético não podem servir de explicação para a péssima exibição do SL Benfica.
Ver os jogadores encarnados a correr como desalmados os 90 minutos sem resultados práticos é simplesmente deprimente... Jesus jamais aprenderá a emendar os seus erros, disso tenho a certeza absoluta.
O Benfica não consegue segurar o meio campo e o treinador encarnado vai para Moscovo com apenas dois médios centro na equipa titular... sem comentários.
Falha sempre qualquer coisa... ou é a táctica, ou são os jogadores escolhidos para a titularidade, ou são golos na própria baliza, ou são as substituições feitas, ou é o azar ou seja lá o que for... estou cansado de sofrer... estou cansado de me enervar a ver o Benfica e de ter a perfeita noção de que quem dirige a equipa, não tem capacidade, é bastante limitado e irá tomar as decisões erradas nos momentos cruciais, como infelizmente tem acontecido.
Resta a esperança dos dois jogos em casa frente aos russos e escoceses, mas teremos de ir a Camp Nou na última jornada... vai ser difícil.

ENTREVISTA JOSÉ EDUARDO MONIZ NA RR




O NOSSO DEVER...


Fico feliz por a candidatura do Sr. Rui Rangel ter finalmente assumido claramente o rumo a seguir se for eleito presidente do SL Benfica... a entrevista na SIC foi bastante esclarecedora, apesar de não concordar com todos os pontos de vista de Rangel.
Falta agora a candidatura de Vieira assumir algumas posições em relação a temas ontem bem definidos por Rangel.
Acredito que muita da pressão exercida por todos nós da "Gloriosasfera" tem tido bastantes efeitos positivos nestas eleições do SL Benfica.
O nosso dever vai sendo cumprido, falta agora vossa excelência Luís Filipe Vieira cumprir o seu... aguardo esclarecimentos e muita mais frontalidade da sua candidatura.

ENTREVISTA RUI RANGEL NA SIC

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

ENTREVISTA FERNANDO TAVARES NA BOLA TV

RANGEL PLUS


Entrevista arrasadora de Rui Rangel que corre claramente contra o tempo... finalmente colocou os pontos nos i's e falou o que todos os benfiquistas queriam ouvir.
Uma entrevista claramente positiva que certamente deixou Luís Filipe Vieira arrependido por não estar presente... o actual presidente perdeu muito mais do que poderia hipoteticamente ter ganho, a sua recusa por debater o estado do Benfica por teimosia ou seja lá por o que for pode ter saído cara a Luís Filipe Vieira.
No entanto, a entrevista acabou mal para Rangel... a hipotética remuneração mensal encostou Rangel ás cordas.

UM AVISO...

Não cometam o mesmo erro que cometeram com o Roderick Miranda... não coloquem a fasquia muito alma, nem coloquem uma pressão insuportável no miúdo, pois basta ter calma, que qualidade não lhe falta.
Gostei do trocadilho... André Gomes, o 89 do SL Benfica.

MAIS RESPEITO...


A liberdade de expressão é algo fantástico, mas penso que o que muitos benfiquistas têm dito de outros benfiquistas, sem contenção... ou melhor... sem educação, ultrapassou os limites... correndo a "gloriosasfera" apercebi-me que a arte de mal dizer e a mania da perseguição apoderaram-se das almas benfiquistas e essa terá sido a grande conquista do "sistema"... até já de Eusébio falam mal. A desunião é tanta que chega a ser assustador a facilidade que se odeia e insulta os apoiantes da lista A ou B.
Obviamente que também ando cansado e chateado com a direcção do Benfica, mas no meu ponto de vista, Rui Rangel ainda não apresentou nada de novo e não nos indicou qualquer rumo a não ser criticar Vieira e dizer que votando nele é que vai ser... é preciso mais Sr. Rangel, muito mais.
O que nós adeptos queremos ouvir é tão simples e tão difícil de assumir por ambos os candidatos, que até mete impressão.

-É assim tão difícil assumir o corte de relações com a Olivedesportos.
-É assim tão difícil não apoiar indivíduos ligados a clubes envolvidos em escutas de corrupção activa.
-É assim tão difícil assumir o benfiquismo no clube e não deixar que ninguém que não tenha coração encarnado trabalhe no SL Benfica, por muito competente que seja.
-É assim tão difícil envolver os sócios nas grandes decisões do clube, através de Assembleias Gerais.
-É assim tão difícil apostar na prata da casa e nos jogadores portugueses e não passar a vida a empresta-los e a manda-los embora.

Mas é assim tão difícil assumir estas coisas... porquê?
A meu ver teremos mais quatro anos de Luís Filipe Vieira e espero obviamente que não sejam como os últimos dez... muitas derrotas e muitos poucos títulos.
Para ser sincero, o que me deixa mais tranquilo é que daqui a quatro anos Rui Costa já poderá assumir a presidência do SL Benfica e só ai dormirei descansado, mas até dele já falam mal e sem qualquer respeito... e pluribus unum.

RUI RANGEL NO 5 PARA A MEIA NOITE...

domingo, 21 de outubro de 2012

ENTREVISTA: DOMINGOS SOARES DE OLIVEIRA


Jornal Record 21 Outubro 2012

"Uma das criticas mais fortes que se tem feito neste período pré-eleitoral tem a ver com os números do passivo do Benfica. Na realidade, qual é o passivo neste momento?
Se falarmos no passivo consolidado, que é que interessa aos benfiquistas, existem duas vertentes: o passivo financeiro, que se situa em 237 milhões no final do último exercício, portanto muito muito abaixo dos 500 milhões falados por alguns, e o passivo não financeiro, que tem a ver com dívidas a parceiros e que se situa nos 119 milhões. Portanto, estamos a falar de um total que não chega a 400 milhões.
Elementos da lista de Rui Rangel insistem no passivo não bancário. O que é isso em concreto?
É aquilo que normalmente tem a ver com compras que se fazem e cuja parte essencial se refere a compra de jogadores. A maioria dos nossos parceiros aceita que o Benfica possa fazer esses pagamentos ao longo de determinado período.
Há alguma razão especial para o passivo ter atingido estes números?
O passivo tem estado razoavelmente estável e tem crescido em consonância com os activos. Aquilo que temos feito desde o investimento no estádio, Caixa Futebol Campus, Benfica TV... Não temos parado de investir, ainda recentemente comprámos o Campo do Bravo para a equipa B, o museu também é um investimento. Quando se fazem estes investimentos, é natural que o passivo e os activos subam. Algumas pessoas estão muito preocupadas com o passivo e ainda não ouvi ninguém falar no aumento de activos cujo valor anda sempre muito próximo do passivo. Para além disso, continuamos a apostar na capacidade do Benfica em gerar receitas. Para lhe dar uma ideia, quando Luís Filipe Vieira chegou, a facturação total do Benfica situava-se nos 42/43 milhões e, neste momento, a facturação é de 140 milhões. Trata-se de um investimento estruturado que vai tendo cada vez mais capacidade de gerar receitas. Talvez as pessoas se esqueçam (e tenho relatórios desde 1994) que o Benfica já estava com capitais próprios negativos, não tinha riqueza própria e o único caminho era recorrer ao endividamento.
Há uma ideia do valor dos activos neste momento?
Há, estão valorizados em 361 milhões, naquilo que é possível reconhecer o valor dos activos. Eu falo sempre na questão dos jogadores porque os jogadores só podem ser avaliados pelo valor pelo qual foram adquiridos deduzindo as amortizações. O Witsel estava reconhecido nos activos como um valor próximo dos 6 milhões e foi vendido por 40. Isto significa que os nossos crivos estão de acordo com as normas locais, mas não estão de acordo com o real valor de mercado.
Rui Rangel tem falado com insistência na necessidade de uma auditoria às contas do Benfica.
(interrompe) Nós somos uma empresa auditada pelas maiores empresas internacionais. O que se pode fazer agora é auditar os auditores. Porque se as contas do Benfica são controladas pela CMVM, o que podem querer é auditar os auditores e a CMVM, e essa prática desconheço.
De que forma é que a crise económica mundial influi nestes números negativos?
No ano passado continuamos a crescer e do ponto de vista de receitas da componente operacional crescemos 10%. Mas temos plena consciência de que o Benfica esta inserido num determinado conceito socioeconómico. Felizmente a maioria dos contratos que temos são de longa duração e as empresas têm estado satisfeitas e até agora nenhuma pediu qualquer tipo de renegociação de contrato. Do ponto de vista dos consumidores sentimos maior dificuldade das pessoas em pagar as quotas e os seus bilhetes, embora este jogo com o Barcelona tenha sido um dos cinco melhores jogos desde que o estádio foi inaugurado.
A SAD tem conseguido cumprir escrupulosamente as obrigações com todos os funcionários?
A SAD cumpre com todos os funcionários e nunca incumpriu, nestes nove anos, com nenhum jogador, nenhum treinador, nenhum funcionário, com parceiros financeiros ou fornecedores e nunca tivemos nenhum processo. Não há um único jogador que possa vir reclamar que p Benfica lhe ficou a dever alguma coisa.
Tem noção que essa é uma realidade pouco vista no futebol português?
Tenho noção, pois temos alguns dados relativos a outros clubes portugueses e sei que há clubes a passar dificuldades. É negativo para o sector.
Qual é o valor da marca Benfica actualmente?
Já vi estudos de 50 entidades distintas, desde superior a 100 milhões a outros que dizem que vale mais de 300 milhões. Mas tenho de reconhecer que não há sitio a que o Benfica se desloque onde não seja reconhecido, reconhecido e diria quase idolatrado. Não há nenhuma marca portuguesa que seja mais valiosa do que o Benfica.
Rui Rangel acusa a actual direcção de transformar o Benfica num entreposto de jogadores.
É verdade que hoje o Benfica tem uma política distinta daquela que era a politica relativa a jogadores há dez anos. O dr. Rui Rangel não saberá, mas uma parte significativa dos contratos que hoje existem são miúdos oriundos da nossa formação e estamos a falar de dezenas de contratos profissionais. Depois, não temos 95 jogadores, esse dado é falso.
Então quantos tem?
Não lhe vou precisar quantos são, mas é um número muito mais baixo do que esse. Uma parte significativa dos jogadores que temos são jogadores que estão emprestados, no sentido de serem valorizados e, temos vários exemplos de sucesso nesse campo como foi o caso de Fábio Coentrão. E, portanto, a política que existe é que esses jogadores são colocados no campeonato português ou no estrangeiro (como o Nelson Oliveira) e esses clubes pagam o salário do jogador na totalidade e ainda uma verba pelo empréstimo. Dentro de casa, entre equipa A, B e juniores temos 40 a 50 jogadores e os que estão emprestados não significam qualquer custo para o Benfica.
Em que mercados é que o Benfica está a apostar em termos de expansão?
Na expansão internacional a grande aposta é claramente na Lusofonia. Abrimos escolas em Angola em Moçambique, estivemos com futebol de formação em todos os PALOP e é aí que está o grande potencial de crescimento do Benfica. Dos 14 milhões de adeptos, grande parte está nestes países e tem tido um crescimento muito interessante.
Termina esta época o contrato de patrocínio com a PT. Uma multinacional como a Emirates era o sponsor ideal?
A Emirates investe no futebol 180 milhões por ano e faz este investimento nos grandes clubes de cada país. Naturalmente que a Emirates seria um parceiro comercial interessante.
A PT patrocina igualmente FC Porto e Sporting. Isso é prejudicial?
Não conheço os números de FC Porto e Sporting, mas tenho uma pequena ideia por aquilo que se ouve no mercado. Lembro que o estudo da Liga, que é isento, diz que a quantidade dos adeptos do Benfica em Portugal é igual a soma de adeptos de FC Porto e Sporting.
Por que é que ainda não se fechou o negocio do naming do estádio?
Porque ainda não conseguimos encontrar o parceiro certo, quer do ponto de vista financeiro quer da marca. Hoje em dia, com esta crise mundial, não é em Portugal que vamos encontrar um parceiro para o naming do estádio nem penso que este dossier se possa fechar a curto prazo.
0 Benfica está presente em reuniões com os grandes clubes da Europa através da ECA (European Club Association). 0 que é que se discute aí?
Estou na componente de "marketing e comunication" e temos como objectivo encontrar dados para a indústria se continuar a desenvolver. É uma associação e clubes, mas não é por isso que não trabalha com a UEFA.
Este grupo tem mais força que o G14?
Tem maior abrangência e creio que mais força também. É ali que se encontram os grandes decisores dos clubes como Sandro Rosell (Barcelona), David Gill (Man. United) ou Jean-Michel Aulas (Lyon). É ali que nos encontramos e abrimos portas para futuros negócios.

«Vamos ter de baixar preços»
O presidente admitiu recentemente baixar o valor das quotas, tendo em conta a recessão que atravessa o país. Esta medida será uma realidade em breve?
Esse assunto não foi ainda tratado como tal dentro de uma reunião de direcção, porque é a direcção que tem poderes para isso. Como lhe disse, com esta crise fizemos uma analise e o Benfica, como toda a sociedade, vai ter de se adaptar às novas regras do jogo, já que as pessoas têm menos dinheiro, as empresas menos capacidade de financiamento. Queremos ter o maior número de sócios e queremos continuar a ter o estádio com afluências significativas. Para isso vamos ter de baixar pregos e reduzir custos para manter o equilíbrio.
As receitas de quotização e bilheteira têm vindo a baixar?
Não, até agora não, e isso tem sido uma das boas surpresas. Mas teremos de ver o impacto a partir de Janeiro, altura em que a maioria dos sócios como eu paga a quota anual.
O objectivo dos 300 mil sócios ainda é concretizável?
Chegaremos aos 300 mil sócios, não sei exactamente quando. Há um ano e meio tive um filho que fiz sócio desde o dia que nasceu e era o 237 mil e qualquer coisa, portanto em determinado momento haverá o sócio 300 mil. Aquilo que será a nossa luta quando chegar a essa altura, é que exista a capacidade de os sócios honrarem os compromissos de quotização.

«Direitos televisivos serão decididos até final do ano»
Estamos a meses do final do contrato com a Olivedesportos para os direitos televisivos. O Benfica já decidiu o que vai fazer?
Não houve nenhuma evolução. Recebemos uma proposta, tornamo-la pública e não aceitámos por várias razões. Existem alternativas identificadas, mas não há decisões tomadas e não seria sensato tomar essa decisão antes das eleições.
Mas para quando uma decisão?
Não quero antecipar datas, até final do ano teremos de ter decisões.
Há quem pague mais que a Olivedesportos?
Sem revelar muito nos tivemos um acordo com o engenheiro Paes do Amaral em relação a uma suposta proposta que ele iria fazer e acabou por não fazer. E não existem em Portugal entidades disponíveis para apresentar um programa concorrente à Sport TV, até porque os únicos direitos televisivos que estão disponíveis de imediato, entre clubes da I Liga, são os direitos do Benfica. Se quisermos avançar para uma alternativa ou conseguimos arranjar um parceiro internacional e ainda assim a Olivedesportos terá sempre um direito de preferência para exercer, ou, como já foi falado, exploramos os direitos dentro da própria Benfica TV. A não ser que a Liga arranje outra solução, entretanto.
Portanto bastará a Olivedesportos igualar o valor?
A Olivedesportos tem direito de preferência, são condições negociadas em 2002 e que eram as condições possíveis na altura e vale a pena elucidar esse tema. Fui dos primeiros a denunciar que o valor que o Benfica recebia era extremamente baixo sem paralelo em termos internacionais. Questionei-me porque é que este acordo tinha sido assumido em 2003 mas como toda a gente sabe o contrato foi rasgado nos tempos de Vale e Azevedo, o que originou um enorme imbróglio jurídico. As pessoas que estiveram por detrás do rasgar de contrato com a Olivedesportos, na altura, deveriam pensar que isso terá custado qualquer coisa como 70 milhões de receitas que o Benfica não foi buscar, e isto tem implicações no passivo. Ouvir agora algumas pessoas que estiveram associadas a Vale e Azevedo virem falar do passivos... As pessoas deviam ter mais decoro na forma como abordam o assunto.
A maioria dos clubes europeus recebe mais de 40% do total das receitas. É possível lá chegar?
Os clubes recebem em média, 40% e o Benfica gera receitas internacionais, sem direitos televisivos, de mais de 100 milhões, portanto estaríamos a falar de um valor superior a 40 milhões.
Mas admite fechar contrato abaixo dos 40 milhões?
Nós não temos nenhuma proposta em cima da mesa. Ou essa proposta aparecerá, ou se não aparecer a alternativa é a Benfica TV.
Não acha que a renovação do contrato com a Olivedesportos iria criar mal-estar junto dos sócios? Até actuais dirigentes já se manifestaram contra.
Existem duas questões diferentes. Uma é corporativa e trata-se de uma relação que tem corrido bem com a Olivedesportos, outra é a percepção que os sócios têm em relação ao papel desempenhado pela Olivedesportos. E basta ver aquilo que é dito nas assembleias gerais onde este assunto é sempre posto em cima da mesa. Não é possível tomar uma decisão sem ter isso em consideração. Se isso nos condiciona numa eventual negociação? Não vou tão longe.
Os resultados da Benfica TV estão a corresponder às expectativas?
Estão. Sabíamos que tínhamos o problema de não ter os jogos em directo o que havia muito em termos de share. Dou-lhe um exemplo: o jogo que fizemos no Algarve, com o Betis, teve um share altíssimo, de 17 ou 18%.
Por que é que a Benfica TV não faz a cobertura das eleições?
Tomámos essa decisão em 2009 e não temos os meios de um canal generalista para fazer a cobertura total. O dr. Rui Rangel declarou que é mau sinal a Benfica TV não ter estado no lançamento da sua candidatura, mas também não esteve na de Luís Filipe Vieira. Queremos continuar de forma isenta.

«Nunca recebi um dragão de ouro»
Uma das críticas que lhe fazem frequentemente é o facto de não ser benfiquista. É verdade que torcia pelo Sporting?
Sempre defendi o Benfica com a mesma tenacidade que qualquer benfiquista defende. Estou de consciência tranquila. É interessante ouvir críticas de pessoas que se dizem benfiquistas. Eu nunca recebi um dragão de ouro, nunca fui presidente de uma casa do FC Porto no Luxemburgo, nunca fui condenado por processos fiscais a favor do Sporting e nunca tive qualquer processo por fraude fiscal. Portanto, ouvir algumas pessoas a falar de benfiquismo quando se tem por perto pessoas assim...

«Encontro muitos adeptos na rua e ninguém me diz que estou a fazer um mau trabalho ou sou lagarto (...)»
Mas essa é das maiores críticas que lhe fazem...
(interrompe) As pessoas que hoje me criticam são as mesmas pessoas que me contrataram, sabendo quais eras as minhas características profissionais e pessoais. Isso é pura demagogia. O meu trabalho avalia-se por quem cá está. Nestes nove anos, fui a mais jogos do Benfica do que essas pessoas e tenho números de quantas vezes eles vieram ao estádio. Encontro muitos adeptos na rua, convivo com eles e ninguém me diz que estou a fazer mau trabalho ou sou lagarto, sportinguista, ou qualquer outra coisa.
Acha que o cargo de presidente deveria ser remunerado?
Isso é uma questão quase pessoal. O presidente defende uma linha dura que, reconheço, é cada vez menos frequente no plano internacional.
E no plano nacional também.
Sim, também, mas não comparo o Benfica com nenhum clube nacional. O presidente do FC Porto é remunerado, o do Sporting não é mas desde José Eduardo Bettencourt que pode ser. O presidente sempre entendeu que quem está nos órgãos sociais não deve ser remunerado, porque está ao serviço do Benfica. Já nem falo do presidente que passa aqui 12 a 15 horas por dia, mas de outros como o Rui Gomes da Silva, que prejudica a vida pessoal e profissional pelo Benfica. Não me canso de elogiar estes orgãos sociais que se mantiveram coesos até ao fim e respeito a 100% a vontade do presidente e dos sócios.

«Realizamos encaixes e o jogador fica aqui»
O Benfica Stars Fund tem tido os resultados esperados?
Fazemos vendas de parte do passe dos jogadores, mas temos 15% do fundo. As operações já realizadas trouxeram resultados muito interessantes, a maioria com resultados positivos e dois ou três em linha com o que estava perspectivado. Vamos ver agora o que acontece aos outros jogadores que estão no fundo. Conseguimos encontrar uma solução inovadora em que vendemos pequenas percentagens, o que nos permite realizar encaixes e o jogador ainda fica aqui.
O valor das acções do Benfica estão muito abaixo do preço de lançamento. Faz sentido continuar na Bolsa?
É uma pergunta difícil, porque qualquer resposta que lhe desse teria de a justificar perante a CMVM, mas posso dizer-lhe que não temos qualquer intenção de retirar a Benfica SAD da Bolsa. É verdade que quem investiu 5 euros e vê hoje as acções a 50/60 cêntimos sente que é um rombo significativo, mas quem investiu na SAD não procurou dividendos, agiu mais numa perspectiva emocional. Haverá excepções como o caso do presidente e do sr. José Guilherme, porque naquela altura era fundamental investir para salvar o Benfica.

«Se não valesse a pena Jesus já não estaria cá»
O Benfica vendeu Javi Garcia e Witsel em cima do fecho do mercado. Estava obrigado a realizar receitas extraordinarias?
Nós teríamos sempre de encontrar, para este ano, formas de financiamento. Desenvolvemos um modelo diferente em que é fundamental que a equipa seja extremamente competitiva e para isto é preciso ter os melhores jogadores e isso não se faz retendo-os aqui dentro. Neste caso não era essencial vender os dois jogadores, pois tínhamos financiamento alternativo. Se do ponto de vista desportivo nos coloca um desafio, do ponto de vista financeiro deixa-nos com uma margem muito boa para 2012 e 2013.

«Há que deixar de ser hipócritas. O Benfica não pode recusar ofertas de 20, 30, ou 40 milhões»
«Daqui a 2/3 anos, haverá qualidade vinda da formação que nos levará a investir menos no mercado»
Não era possível antecipar estas vendas e garantir substitutos à altura em tempo útil?
Já vi vários treinadores dizerem que a partir do momento em que aparece uma proposta entre 20 a 30 milhões, os clubes portugueses não devem hesitar em vender. E o futebol é o momento e já houve situações em que tivemos oportunidades para vender e não vendemos, e quando apareceu uma nova proposta o jogador foi vendido por um valor mais baixo. Em termos internacionais, os clubes vão ter menos capacidade de investimento mas quando nos aparece uma proposta de 20, 30 ou 40 milhões há que deixar de ser hipócritas e dizer que o Benfica, e até o país, não se pode dar ao luxo de recusar este dinheiro. As duas situações, quer do Javi quer do Witsel, são diferentes. Para o Javi havia a percepção que podia chegar uma proposta e da parte da equipa técnica sempre houve uma mensagem de confiança em relação às alternativas que existiam. O caso do Witsel foi diferente, foi uma situação de última hora que não esperávamos, mas há que reconhecer que Jorge Jesus, quando confrontado com a situação, sempre disse que arranjaria soluções.
Os adeptos devem estar preparados para mais vendas em Janeiro?
Não creio, ainda não chegamos la, mas não precisamos de vender em Janeiro. Nessa altura acontecem apenas alguns ajustes pontuais de compras e vendas.
Mas há excepções como o caso de David Luiz, vendido em Janeiro.
Sim, mas esse é daqueles exemplos em que lhe posso dizer que perdemos a oportunidade de vender no momento certo e Janeiro não foi o momento certo. O David revelava vontade em sair e naqueles seis meses todos percebemos que tínhamos perdido o momento certo de vender.
A curto prazo o Benfica poderá voltar a fazer investimentos superiores a 30 milhões em jogadores?
Nós temos investido todos os anos verbas significativas, e esse investimento dividiu-se numa primeira fase em infraestruturas e numa segunda fase em atletas, e aí foi feito o grosso do investimento, e que não nos arrependemos. Todos os jogadores que estão a chegar do futebol de formação dão-nos garantias de poderem estar na equipa principal dentro de muito pouco tempo. As pessoas queixam-se muito de que não termos portugueses na equipa principal, mas têm de entender que este processo demora anos. Se nos lembrarmos da decisão de Vale e Azevedo em acabar com o futebol de formação, não era, de certeza, em 2003 ou 2004 que iriam surgir putos e alguns dos miúdos que estão a aparecer hoje na equipa B estão connosco há 10 anos. Isso é primeiro factor positivo: haver qualidade que nos permite pensar que dentro de 2/3 anos, com estes bons resultados, vamos ter menor necessidade de investimento. Temos também feito um excelente trabalho na prospecção liderado pelo Rui Costa, que considero ser das pessoas que mais percebe de futebol em Portugal.
Existe um tecto salarial estipulado para o plantel profissional?
Não, não existe nenhum tecto salarial. Aquilo que temos são escalões, com excepção dos jogadores que vêm da formação que têm (...) por onde podem evoluir, mas não creio que haja dois jogadores dentro do Benfica que tenham salários iguais. No entanto, é diferente comprar um jogador por 10 milhões e trazer outro a custo zero. Se o trago por 10 milhões com um contrato de cinco anos, a capacidade é limitada mas se ele vem a zero tenho mais capacidade de lhe pagar determinado salário durante os anos de contrato. Não defendo tectos salariais, o tecto principal é o da razoabilidade.
O Benfica tem vindo a descer a massa salarial?
Não, a massa salarial tem crescido muito por força de factores variáveis que são introduzidos, um que têm a ver com aquilo que se passa a nível nacional, outros com o que se passa a nível internacional. O facto de os jogadores terem conseguido chegar aos quartos-de-final da Champions fez com que se subisse ligeiramente a massa salarial.
Jorge Jesus é um dos treinadores mais bem pagos de sempre do futebol português. É um esforço financeiro que tem valido a pena?
Se não valesse a pena, Jorge Jesus já não estaria cá e está há quatro anos connosco. Não sou a pessoa mais indicada para elencar todos os méritos de Jorge Jesus, mas tudo o que conseguimos nestes três anos quer ao nível de de títulos, quer do ponto de vista de performance desportiva, quer da valorização de jogadores, merecia que alguém escrevesse a história de Jorge Jesus. É um elemento determinante na estrutura do futebol, que tem também António Carraça, Rui Costa e o presidente.
Hoje em dia para para ser treinador do Benfica a capacidade de potenciar jogadores é tão importante como a conquista de títulos?
Nós trabalhamos para os adeptos, nunca podemos esquecer para quem trabalhamos. Toda a estrutura trabalha para o sucesso desportivo. É muito interessante sermos o maior clube do Mundo, termos resultados financeiros positivos, museu, infraestruturas, mas na realidade a essência do Benfica é ganhar títulos. Portanto, tudo o que é feito nesta casa tem como ponto de referência a conquista de títulos. Já tivemos anos com 30 milhões de euros de prejuízo e as pessoas estavam contentes porque ganhámos o campeonato e outras com lucro em que as pessoas estavam claramente descontentes porque não ganhámos.

ASSIM NÃO...


Nunca percebi o porquê do râguebi masculino do SL Benfica ter sido esquecido por a reestruturação das modalidades do clube... de humilhação em humilhação o râguebi benfiquista vai sendo dizimado por "goleadas" nunca vistas... será que vi bem... o Benfica foi derrotado por a equipa do Direito por 127-0.
Até no site oficial do Benfica o râguebi parece esquecido, não havendo informações actualizadas... eu gostaria que os responsáveis das modalidades transformassem o râguebi masculino do Benfica em campeão nacional, há imagem do feminino.
Se os problemas são os apoios... o râguebi feminino têm vencido e está no topo da modalidade, porque será que isto se está a passar?

POIS EU CONSIGO VER... E BEM!


Triste sina esta de ser benfiquista nos tempos que correm... o FC Porto é o nosso pesadelo diário e não se consegue ter consenso na estratégia a ter com este clube... mas será assim tão complicado simplesmente riscar o FC Porto e todas as pessoas ligadas ao "sistema" da nossa sombra.
Muito mal Sr. Moniz... começa mal, nesta que foi a sua segunda intervenção como "soldado raso"... para já, caladinho é um poeta.

OUTRA VEZ LESIONADOS...


Começa a ser desesperante... Pablo Aimar e Carlos Martins, os dois "10" do plantel encarnado, passam a vida lesionados... gosto muito de ambos, mas simplesmente não conseguem ter a regularidade desejada devido ás suas débeis condições físicas.... o SL Benfica sai muito prejudicado destas constantes lesões.
São dos jogadores mais bem pagos da equipa e começa a não se justificar a sua permanência no plantel da próxima época... é certamente uma decisão difícil, mas que terá que ser tomada.
O contrato de Pablo Aimar acaba esta época e a continuar assim a SAD não irá apresentar nova proposta a "El Mago", uma decisão que terei de aceitar... que pena.

ESCORREGADELA E TROPEÇÃO DO HÓQUEI

sábado, 20 de outubro de 2012

UMA ENTREVISTA PODEROSA...



Entrevista a Luís Filipe Viera efectuada pelo Correio da Manhã - 20 de Outubro de 2012


Em nove anos na presidência do Benfica, ganhou apenas 2 campeonatos. O FC Porto foi sempre melhor?

Não, simplesmente foi o clube mais ajudado. Se quiser, houve uma conjugação de dois factores: por um lado, um Benfica ferido em estado terminal e desacreditado nacional e internacionalmente, financeiramente de rastos e sem infra-estruturas, e do outro lado, um sistema dominado e comandado por quem todos sabemos e que ficou à vista de todos no processo "Apito Dourado".


Que papel tiveram as arbitragens nas vitórias do FC Porto e nas derrotas do Benfica?

A resposta a essa pergunta está em várias gravações de conversas entre árbitros e dirigentes que a nossa justiça preferiu ignorar. Também por isso, pela impunidade que algumas pessoas parecem gozar, é que o nosso país chegou onde chegou.


Quais os árbitros que não gostaria de ver nos jogos do Benfica?

Apenas aqueles que se sintam condicionados. Errar todos erram, mas errar sempre em prejuízo do Benfica é que nos faz pensar que afinal de contas o dito "sistema" do futebol nacional ainda não acabou. Não sou dos que acham que todos erram de propósito, mas registo que alguns erram efectivamente mais do que outros e sempre contra nós e isso deve ser objecto de reflexão.


Que tipo de relações vai privilegiar com o FC Porto e Sporting?

A única relação que verdadeiramente me preocupa e vou continuar a privilegiar é a relação com os nossos sócios e adeptos.


A uma semana das eleições (26 de Outubro), que mensagem deixa aos sócios?

Que votem. O Benfica tal como hoje o conhecemos pode acabar. Não há qualquer projecto alternativo do outro lado, mas sim um conjunto de interesses pouco transparentes. Está muita coisa em causa e o voto dos benfiquistas é fundamental.


Qual o seu projecto para os próximos quatro anos, se vencer as eleições?

Basicamente, consolidar tudo o que até aqui temos feito. Temos das melhores infra-estruturas a nível mundial, uma estrutura profissional altamente competente que tem sabido incorporar inovação em tudo em tudo o que fazemos, um canal de televisão, um museu que vai deixar os portugueses, e não apenas os benfiquistas, orgulhosos do trabalho realizado. Temos de consolidar tudo o que fizemos nestes anos e reforçar a aposta no sucesso desportivo, nomeadamente a nível da equipa de futebol profissional.


O que pode prometer?

Apenas trabalho e total dedicação. Quem prometer mais do que isto está a ser demagógico.


Jorge Jesus tem contrato até Junho de 2013. Vai renovar?

O nosso treinador trouxe estabilidade, com ele ganhámos 1 campeonato, fizemos sempre boas campanhas a nível das competições europeias, ganhamos outros títulos a nível nacional, passámos a praticar um futebol que o Benfica já não conhecia há muito tempo, valorizando muitos jogadores. Mas ainda é cedo para dizer o que vai acontecer no final da época.


Por que motivo incluiu José Eduardo Moniz na sua lista?

Porque mesmo quando estivemos em lados opostos sempre disse que José Eduardo Moniz era uma pessoa válida. Quando há três anos disse que teria a minha porta aberta para quem quisesse contribuir e apresentar propostas não estava a ser demagógico. José Eduardo Moniz apresentou ideias, discutiu comigo durante meses alguns dossiers  portanto, foi com agrado que vi a sua disponibilidade para poder vir ajudar-nos. Vai ser uma mais-valia para o futuro do Benfica.


Em Abril de 2003 disse que Moniz era um "mau exemplo" por não pagar quotas há 31 anos...

As razões de uma suposta candidatura do José Eduardo Moniz, naquela altura, não eram claras e algumas das pessoas que supostamente o rodeavam não eram sérias. Aliás, tive oportunidade de saber posteriormente que houve algumas pessoas que enganaram Moniz naquele período, que quiseram aparecer ao pé dele para se credibilizar e dar uma ideia de uma proximidade de que de facto não havia. Esses continuam aí, agora com outras pessoas, mas com os mesmos interesses. É verdade que, em relação à frase que refere, reagi de forma emotiva, nada mais que isso.


Em Junho de 2009, Moniz não avançou, mas frisou que "seria fácil" ganhar-lhe as eleições, devido a sondagens que tinha...

É um período da história que não vale a pena desenterrar. Sei que não seria fácil ganhar-me e ele também sabe disso risos), mas o importante é o presente e tudo aquilo que vamos poder construir no futuro.


José Eduardo Moniz vai ser remunerado?

Há muita gente que ainda não descobriu que ser  presidente do Benfica não é uma profissão, nem um cargo remunerado. Ser membro da direcção do Benfica deve ser honra suficiente para quem merecer a confiança dos benfiquistas. Enquanto for presidente do Benfica, esta é uma regra que se vai manter - os órgãos sociais do Benfica não serão remunerados. Já agora, gostava de perguntar ao juiz Rui Rangel, se ele eventualmente viesse a ser presidente do Benfica e uma vez que não poderia continuar a exercer a profissão, vai viver de quê? Isso sim é algo de que os benfiquistas devem ser informados.


José Eduardo Moniz pode ser o seu sucessor?

Primeiro vamos falar de 26 de Outubro. 2016 ainda vem longe, creio que são dois perfis válidos mas diferentes, mas estou seguro de que haverá mais pessoas com capacidade para servirem o Benfica.


É verdade que Rui Rangel só avançou depois de saber que não iria na sua lista?

Não sou eu que devo responder. Ele decidiu avançar e é candidato à presidência do Benfica, é o que interessa. Não vou entrar por um tipo de campanha negativa que espero poder evitar.


Rui Rangel já confirmou que teve uma reunião consigo. De que falaram?

De tudo menos daquilo que alguém entendeu divulgar, mas a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima, mais cedo ou mais tarde. E já agora não foi uma reunião, mas sim um encontro.


Se Rui Rangel vencer as eleições, que futuro prevê para o Benfica?

Garantidamente mais difícil e muito mais conturbado. Não conheço nenhuma instituição anterior em que ele tenha tido responsabilidades de gestão, a não ser a Associação Sindical de Juízes, o que aos 63 anos é manifestamente pouco. Mas já não posso dizer o mesmo de algumas das pessoas que o rodeiam e, seguramente, que as instituições financeiras que hoje trabalham de forma regular connosco vão olhar para isso.


Acha que a Banca não irá trabalhar com Rui Rangel?

Acho que tiveram oportunidade de perguntar, de verificar onde estamos e qual é o rumo que temos definido para o futuro. Se não falaram com as instituições financeiras, se não lhes apresentaram as suas ideias, é porque efectivamente não acreditam ter condições para poder assumir os destinos do clube. Formar uma lista com interesses tão variados e tão diferentes como aqueles que as pessoas que integram a lista do juiz Rui Rangel protagonizam não é seguramente um bom cartão-de-visita para nenhum banco. Um projecto estruturado não se apresenta a 10 dias do acto eleitoral.


Equaciona colaborar com Rui Rangel se perder as eleições?

É um cenário que não equaciono. Lidero o meu projecto, não colaboro em projectos em que não acredito, e muito menos com pessoas que já provaram não ter capacidade de gestão.


Falou recentemente de um regresso ao passado. Acha verdadeiramente que esse risco existe no Benfica?

Claramente, no próximo dia 26 está em causa o futuro do Benfica, que ninguém pense que a eleição está ganha. Tudo o que construímos ao longo de 11 anos pode ficar comprometido dia 26. Vale e Azevedo também era doutor e bem falante e fez o que fez. Eu só tenho a 4ª classe, mas orgulho-me da obra feita.


Como reage quando ouve Rui Rangel dizer que nunca foi sócio do Sporting e do FC Porto?

Com a indiferença de quem sabe que é um argumento gasto, baixo, e não é propriamente uma declaração de quem se diz querer um debate sério e elevado. Mais, ao contrário dele tenho uma excelente equipa de profissionais, que são tão ou mais benfiquistas do que muitos dos que o rodeiam. E é bom quando ele fala com tanto entusiasmo de "devolver o Benfica aos benfiquistas" que olhe à sua volta e perceba quem é que o rodeia.


Está disponível para fazer uma auditoria às contas do Benfica, como é proposta do candidato Rui Rangel?

O Benfica tem duas auditorias por ano feitas por uma das quatro maiores empresas mundiais da área, a KPMG. Aliás, quando fui desafiado a assumir a presidência do Benfica essa foi uma das minhas únicas exigências, uma auditoria completa. E ela foi feita. A partir daí, somos auditados duas vezes por ano.


Se ganhar as eleições, será o presidente que mais tempo esteve no cargo...

Não é seguramente isso que me move. Vou apresentar-me aos sócios no próximo dia 26 porque considero que continuo a ser útil e que o projecto que começou com o presidente Manuel Vilarinho ainda não está terminado.


Vai cumprir o mandato?

Claro que sim. E que fique bem claro: no dia 26 não vai haver vencedores, nem vencidos, e eu serei presidente de todos os benfiquistas. A campanha e o ruído têm de acabar após as eleições.


As contas consolidadas da SAD revelam um passivo de 426,1 milhões de euros. Contudo, estes números são incluem os valores do passivo de outras empresas do grupo Benfica, como, por exemplo, o clube e a Benfica SGPS. Qual é o passivo total do grupo Benfica?

O passivo exigível consolidado é inferior a 370 milhões de euros, e destes 237 milhões correspondem ao passivo financeiro. Por muito que alguns pensem o contrário, uma mentira muitas vezes repetida não deixa de ser uma mentira.


Rui Rangel falou em 500 milhões...

Continuem a falar de 500 milhões do desnorte e da pouca credibilidade que têm e depois não se admirem de não serem levados a sério na Banca. Já agora, para que fique registado, mais de 80 milhões desse passivo são fruto da irresponsabilidade de um senhor chamado Vale e Azevedo e que a direcção de Manuel Vilarinho e as minhas tiveram de assumir. Gostaria de reforçar que aquilo que é relevante é o nosso passivo exigível, ou seja, a nossa dívida a fornecedores, bancos, etc. E nesse caso, só para citar o exemplo do clube, e deixando de lado as dívidas entre empresas do grupo Benfica, esse valor é de cerca de 12 milhões de euros, menos de metade das receitas que o clube gera. O nosso passivo não é um problema.


As vendas de Witsel e Javi Garcia asseguram um resultado positivo nas contas da SAD para a actual época?

Não, mas permitem-nos olhar com confiança para o que temos pela frente. Se não houver sobressaltos na participação das competições europeias, ou seja, se mantivermos a mesma competitividade que tivemos nos últimos 3 anos em que estivemos sempre entre os quartos-de-final e as meias-finais, posso assegurar que a SAD terá resultados positivos muito interessantes.


Witsel foi vendido por 40 milhões ao Zenit. Qual é a mais-valia da transferência para a SAD?

Existe um pedido de esclarecimentos em curso por parte da CMVM e, portanto, apenas posso repetir a informação que já foi tornada pública. O Benfica recebeu pela venda de Witsel 40 milhões de euros e os custos relacionados com o mecanismo de solidariedade são da responsabilidade do Zenit.


Quando será possível à SAD ter lucro sem necessidade de vender jogadores?

No último exercício, a SAD do Benfica apresentou um prejuízo de cerca de 11,7 milhões de euros. Caso tivéssemos aceite a proposta do sr. Joaquim Oliveira, já estaríamos com lucros significativos. Mas, como é sabido, entendi que esse não era o caminho que o Benfica deveria seguir.


A Benfica SAD registou custos de pessoal de 37,7 milhões nos primeiros 9 meses da época passada, o que significa perto dos 50 milhões no total da temporada. Tendo em conta que a grande parte dos seus atletas ganha mais do que 80 mil euros anuais, o novo tecto máximo de IRS imposto pelo Orçamento de Estado para 2013, qual será o impacto nas contas do Benfica da subida dos escalões?

Nenhum impacto. Já no passado houve mexidas nos escalões de IRS e o Benfica não procedeu a qualquer ajuste salarial dos seus atletas e funcionários.


O clube vai suportar o aumento de IRS ou os jogadores vão ter um corte substancial no seu ordenado líquido?

O clube e a SAD não se substituem aos seus profissionais no cumprimento das suas obrigações fiscais. O Benfica não vive isolado da sociedade. A actual crise tem implicações para todos e os jogadores não são excepção.


Como está o processo dos direitos televisivos?

Continuamos a desenvolver os trabalhos necessários para que em Julho de 2013 esteja encontrada e implementada a solução mais adequada e que vai de encontro aos interesses do Benfica e dos benfiquistas.


O contrato com a Olivedesportos termina no final desta temporada. O Benfica está disponível para voltar a negociar com Joaquim Oliveira?

O Benfica recebeu uma proposta do sr. Joaquim Oliveira há mais de seis meses. Como se sabe, essa proposta foi recusada e posso garantir que desde então são houve novos contactos entre a SAD e a Olivedesportos. Neste momento, não é crível que o Benfica e o sr. Joaquim Oliveira possam chegar a acordo.


A Olivedesportos ofereceu 22,5 milhões por ano (111 milhões num contrato de 5 anos), o triplo dos cerca de 7,5 milhões que o Benfica actualmente recebe. Espera obter mais dinheiro, sobretudo em época de crise?

Como é sabido, a decisão sobre os direitos televisivos não é apenas uma decisão económica. É também uma decisão política, como aliás ficou evidente nas últimas assembleias gerais do clube. Ainda assim, não tenho dúvidas de que será possível obter um valor mais próximo das nossas ambições, mesmo numa fase tão difícil da vida dos portugueses.


Junto de outro parceiro?

Está tudo em aberto.


Ou com a exploração dos próprios jogos?

Como disse, todos os cenários foram estudados.


O que falhou na negociação dos direitos televisivos dos jogos do Benfica com Pais do Amaral?

Falhou o facto do eng. Pais do Amaral não ter entendido a dimensão do Benfica. Mas são águas passadas e não me quero alongar sobre esse processo.


Caso o Benfica opte pela exploração dos seus próprios jogos, como será feito? No sistema pay-per-view ou podem fechar o canal apenas a assinantes? Porque valor?

A pergunta é interessante porque me permite, desde já, desmistificar uma ideia peregrina que por aí circula nesta última semana: o sistema pay-per-view não funciona em qualquer parte do Mundo, pelo menos num modelo que se pretenda capaz de maximizar as receitas de direitos televisivos. Só pode ter sido anunciado por quem se preocupou com o assunto pela primeira vez esta semana. Quanto ao resto, insisto que tudo está estudado, mas ainda não é altura indicada para revelar os resultados obtidos.


Como se sente quando vê actuar a Selecção sem jogadores do Benfica?

Com a certeza de que vamos inverter essa situação. Estivemos anos em que tudo foi canalizado na recuperação do clube e a nossa situação não é inédita a nível de grandes clubes europeus. Conseguimos recuperar a nossa competitividade, é certo que muito à custa do mercado sul-americano. Agora, de forma realista e gradual, vamos ter de voltar a incorporar jogadores portugueses no plantel.


O que está  fazer para inverter essa situação?

Os nossos escalões de formação têm jovens de enorme talento, só no ano passado houve 42 atletas do Benfica a serem convocados para as selecções nacionais jovens. Algo inédito, nunca antes  nenhum outro clube tinha contribuído com tantos jogadores, sinal de que o trabalho que estamos a realizar está a dar frutos.


Quantos atletas tem o Benfica na formação e quantos são estrangeiros?

Temos 309, apenas quatro são estrangeiros. Depois há ainda a equipa B, onde vários jogadores portugueses estão a destacar-se e a ganhar competitividade. Mas há uma coisa que muitas vezes os nossos sócios e adeptos não têm, que é paciência. Não podemos lançar um jogador português na equipa principal e esperar que ele faça tudo bem à primeira, que não falhe.


Se vencer as eleições, o Benfica vai continuar a apostar no mercado sul-americano? Porquê?

Com as limitações económicas que estamos a viver e vamos continuar a viver nos próximos anos, vamos apostar onde houver bons jogadores a preços acessíveis. Se for em Portugal, será em Portugal.


E em relação a Angola, Moçambique e outros países de expressão portuguesa? O que está a ser feito?

Estamos a chegar a esses países pela formação. Em Cabo Verde tive oportunidade de inaugurar uma escola do Benfica há menos de um mês. Em Angola e Moçambique estão em estudo projectos semelhantes, queremos ter uma ligação mais efectiva a países que evidentemente nos dizem muito e este é o caminho que escolhemos.


O Brasil vai ser um mercado prioritário, tanto na contratação de jogadores como em relação a outros negócios? Se sim, quais?

A economia brasileira está bem mais forte do que a nossa, portanto hoje em dia é mais difícil contratar no Brasil, não apenas pelo valor que os clubes pedem, mas igualmente pela massa salarial que os jogadores querem ganhar. Aliás, temos vindo a assistir, pela primeira vez em muitos anos, ao regresso de jogadores brasileiros que actuavam na Europa e isso tem a ver com a capacidade financeira que os clubes brasileiros têm nesta altura.


A entrada da PT - parceira do Benfica no lançamento do seu canal e patrocinadora do estádio e das camisolas - na Sport TV pode alterar a relação do Benfica com esta empresa?

Já tive oportunidade de debater esse hipotético negócio com quase todos os hipotéticos intervenientes do mesmo. Se quer que lhe dê a minha opinião, não acredito que o mesmo passe de outra coisa que não seja uma notícia de jornal. E não quero nem pensar que esse notícia possas ter sido colocada por alguém com interesse em proteger-se das decisões do Benfica nesta matéria. Ainda que as partes quisessem trilhar por esse caminho, duvido que a Autoridade da Concorrência tolerasse essa situação. Estamos muito satisfeitos como parceira com a PT e sei que o inverso também é verdade.


Já se falou com eventuais investidores sobre a venda do "naming" do Estádio da Luz, como o Benfica fez, por exemplo, com o Centro de Estágios do Seixal? Já recebeu alguma proposta? Está disponível para vender o nome do Estádio?

Estou disponível para em cada momento estudar qualquer negócio que permita ao Benfica aumentar as suas receitas. E o "naming" é um desses projectos. Caso a proposta seja interessante, como foram o "naming" das bancadas, Do Caixa Futebol Campus, ou dos pavilhões, não hesitarei em apoiá-lo.


Domingos Soares Oliveira já disse que a venda do "naming" do estádio terá de ser feita por um valor superior ao do patrocínio das camisolas, mais de cinco milhões de euros...

Não quero entrar em detalhes, mas entendemos que um contrato de "naming" do estádio deverá ser feito por valores significativos. E não digo mais.


O que ganhou o Benfica com a deslocação a Abu Dhabi há poucos dias?

Além do jogo amigável com o Baniyas, que vencemos por 4-0, ganhámos prestígio internacional, posicionamento de marca, proximidade com os adeptos naquela região e um conjunto de contactos de enorme valor. Acreito que em breve poderemos anunciar um reforço das nossas parcerias internacioanis, e o mercado dos Emirados é naturalmente estratégico para o Benfica e para qualquer clube que tenha as nossas ambições.


Qual foi o seu melhor acto de gestão?

A recuperação da credibilidade do clube, mas também o facto de termos conseguido trazer de volta a auto-estima dos benfiquistas é algo de que me orgulho. Parece que tudo foi fácil, mas deu muito trabalho. Houve um primeiro momento em que tivemos de travar a destruição que ameaçava a existência do próprio clube para, depois, iniciarmos o processo de recuperação.


E o pior?

Há sempre coisas que gostaríamos de ter feito de forma diferente. Já o disse em várias ocasiões, a saída do Fernando Santos foi precipitada. Às vezes não podemos ceder e agir por impulso.

SÓ FALTA O ÓPIO DO POVO... TÍTULOS


A lista liderada por Luís Filipe Vieira só agora lançou o programa para estas eleições, no entanto goleou o programa do Sr. Rui Rangel por quinze a zero...
É um documento que relembra tudo o que foi feito e não foi pouco, tendo como linhas principais para o futuro, a aposta nos direitos televisivos, fazendo referência aos resultados penalizados da SAD pela não aceitação da proposta da Olivedesportos, a criação da rádio Benfica FM e a manutenção e reforço dos projectos existentes.
A grande lacuna da presidência de Luís Filipe Vieira são os títulos no futebol... o ópio do povo benfiquista... e sem eles o actual presidente não terá descanso e as criticas irão aumentar até ao ponto de ruptura entre adeptos e direcção... a solução é vencer títulos... mas que o homem fez obra, isso ninguém no seu perfeito juízo o pode desmentir.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

RANGEL ESTÁ SEM IDEIAS...


Começo a ficar preocupado... o que se tem dito na "gloriosasfera" ultrapassou os limites da compreensão e começa a roçar o ridículo.
O insulto e a prepotência de benfiquistas sobre benfiquistas apenas por não terem os mesmos pontos de vista, chegou hoje ao limite... compreendo o desespero de muitos por a situação em que se encontra o SL Benfica, mas as pessoas são livres de escolher o seu candidato favorito e diga-se... Vieira tem muitos defeitos e os títulos no futebol têm falhado redondamente, mas Rangel até ao momento não se tem revelado há altura do desafio... obviamente que gostava de ver um debate entre ambos, mas isso até ao momento não foi nem será aceite por Luís Filipe Vieira.
Rangel terá de ser criativo se quiser vencer esta eleições, mas tenho notado uma colagem muito grande do seu discurso ao que se vai escrevendo na "gloriosasfera" e têm-se esquecido que para ganhar estas eleições terá de conquistar a grande massa adepta benfiquista e essa não anda pelo mundo virtual da internet... Rui Rangel terá de ter noção que a sua máquina de propaganda terá de ser muito mais agressiva, criativa e com muito mais certezas para poder sequer sonhar em fazer tremer Luís Filipe Vieira... hoje o que todos nós esperávamos era que Rangel fosse claro em relação aos direitos televisivos, apontando a transmissão dos jogos para a Benfica TV, pois de estudos, problemas e dúvidas andamos nós fartos, o que nós queremos é soluções, pois procurar a melhor oferta é o que Luís Filipe Vieira tem feito.
Rangel até ao momento ainda não apresentou nenhuma ideia que Luís Filipe Vieira não tivesse explorado nos nove anos de presidência e assim é impossível vencer estas eleições... é preciso mais, muito mais Sr. Rangel.