Tradução (Translate)

segunda-feira, 7 de abril de 2014

OS CÃES NÃO PARAM DE LADRAR!


Todos sabemos que um dos principais tentáculos do sistema instalado no futebol português é a Olivedesportos e o monopólio das transmissões televisivas, que para lá de desviar títulos atrás de títulos para o FC Porto, mantém os clubes reféns da distribuição do dinheiro das transmissões e os dirigentes sobre controlo absoluto, mas não imaginava-mos que bastaria apenas um ano sem o SL Benfica em metade das transmissões televisivas do campeonato nacional, para os alicerces do sistema tremerem e estarem à beira de uma ataque de nervos... os milhões dos patrocinadores foram desviados para o Estádio da Luz e o sistema desespera à chuva por uma revolução no futebol português... os cães de loiça que obedecem cegamente aos cabecilhas do sistema, estão a dar a cara para eternizarem o modus operandi do futebol nacional e com isso continuarem a enriquecer e a corromperem tudo e todos.
O Benfica fechou-lhes a torneira dos milhões, retirou-lhes a sustentabilidade dos seus meios pouco recomendáveis e os cães não param de ladrar, mas a caravana continua em andamento rumo aos novos tempos do futebol português, na esperança que o tempo trate de punir esta corja que continua, em desespero de causa, a tentar tomar de assalto a Liga de Futebol Profissional.
Pelos vistos o primeiro a chegar-se à frente é o presidente do Guimarães, aquele que não paga o que deve, veio fazer o papel de calimero e chorar pelo futuro do futebol nacional...

Júlio Mendes, presidente do V. Guimarães diz que está para vir "um período muito complicado", no que diz respeito à organização dos campeonatos. O dirigente falou à margem do encontro entre Boavista e V. Guimarães B, do Campeonato Nacional de Seniores.

"Temos que estar todos à volta deste assunto e desenharmos uma solução que permita manter o espetáculo, a competitividade e o interesse do futebol português, que dá emprego a centenas de famílias, paga milhões de impostos e é, por isso, de interesse estratégico para o país", alertou Júlio Mendes acrescentando: "Não sei dizer que tipo de período conturbado iremos viver no futebol nos próximos tempos, ninguém o conseguirá dizer em rigor. A informação que é possível obter não é abrangente, no que diz respeito à situação atual da Liga e às contas, aquilo que podemos contar em termos de sponsorização e, portanto, de arrecadação de receitas para financiar as competições da próxima época".
in O JOGO

Veremos o que estes interesseiros corrompidos conseguirão fazer pelos interesses do sistema, mas com o aumento do numero de clubes da 1ª Liga, de 16 para 18, ou muito me engano ou as fatias do bolo dos direitos televisivos vão ficar mais pequenas e estes cães vão ficar a ganir... muito me vou rir!

7 comentários:

  1. Olha, o meu receio é que as sujas manobras de bastidores possam levar a justiça a forçar o SLB a voltar atrás nos direitos de transmissão. Não confio nem no grupinho desesperado (os cães) nem nos noutros (os outros).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada temas, a única hipótese que hipoteticamente poderão ter é a de não deixar transmitir na BenficaTV jogos de adversários directos, como exemplo as transmissões do Farense, agora as transmissões do Benfica são nossas e nada, mas mesmo nada pode ser feito para as parar... saudações.

      Eliminar
  2. Então e no caso os clubes votarem em maioria para os direitos serem vendidos em conjunto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Legalmente, nada nem ninguém pode obrigar uma SAD a vender os seus direitos a quem não quer, muito menos se tiver condições para os explorar.
      Bem sei que este é um tema pouco explicado, mas a única dúvida que persiste é a legalidade da Benfica TV comprar os direitos televisivos de concorrentes directos, exemplo do Farense, pois pode colocar em causa a veracidade da competição, em relação à exploração dos seus próprios direitos televisivos, qualquer sociedade anónima desportiva pode escolher o que fazer com os seus direitos televisivos, o máximo que poderá acontecer se houver uma votação para os direitos serem vendidos em conjunto, será todos os clubes que quiserem vão por ai e o Benfica segue o seu caminho, pois legalmente ninguém pode obrigar uma SAD a perder dinheiro ou a seguir por uma estratégia que não acredita.
      Saudações.

      Eliminar
    2. That s all i wanna hear!!!
      Mais, seguindo essa linha de racciocinio a liga inglesa continua na benfica TV, visto nao termos qualquer participacao em jogos organizados pela liga inglesa?Correcto?

      luis borges

      Eliminar
    3. A Benfica TV tem contrato assinado de 3 anos para transmitir a Liga Inglesa e obviamente que o Benfica não tem qualquer participação em jogos organizados pela Liga Inglesa, apenas pagou e bem para ter os direitos televisivos.
      Quando se começou a falar no crescimento da Benfica TV, falou-se muito em comprar os direitos televisivos de outros clubes portugueses que quisessem sair das garras da Olivedesportos, mas eu pessoalmente sempre fui contra, pois acredito que para lá do falatório que vai causar em Portugal, não será por ai que a Benfica TV irá crescer, mas sim ao comprar direitos televisivos como os da Liga Inglesa, ou por exemplo os direitos da F1, NBA, Liga Espanhola, Rali, Tour d'France, etc... para mim seria por aqui que direccionaria a estratégia de crescimento da Benfica TV e nunca pela compra, por exemplo dos direitos televisivos do Farense, que como benfiquista não têm interesse nenhum.
      Fica o esclarecimento e a minha opinião neste assunto... saudações.

      Eliminar
    4. Meu caro Biscaia,

      embora concorde, na generalidade, com aquilo que afirma relativamente às transmissões dos jogos de outros clubes pela BENFICA TV, - o maior e melhor acto de gestão de LFV em prol do Sport Lisboa e Benfica, Clube - não deixo de me apoiar no rifão popular para lhe deixar a ideia de que "há muitas maneiras de matar pulgas" ... !!!

      Abraço Glorioso

      Eliminar