Tradução (Translate)

sexta-feira, 26 de junho de 2015

CAMPEÃ DAS CAMPEÃS



Telma Monteiro conquistou esta quinta-feira a Medalha de Ouro na categoria de -57kg dos Jogos Europeus de Baku, que decorrem no Azerbaijão.

A Final foi disputada frente à húngara, Hedvig Karakas, 11.ª do Mundo, e a judoca do SL Benfica impôs toda a sua classe, vencendo a adversária com mestria e inteligência através de ippon.

Recorde-se que a judoca do Glorioso iniciara a caminhada em Baku vencendo a sérvia Jovana Rogic, por decisão no ponto de ouro. Nos cinco minutos de combate ambas as atletas terminaram com duas penalizações, pelo que só aos 1.42 minutos do desempate por ponto de ouro o duelo foi decidido, a favor da portuguesa, por shido. Seguiu-se nova vitória, frente à holandesa, Sanne Verhagen, por shido.

A líder do ranking Mundial defrontou a 15.ª da hierarquia e 3.ª classificada no Mundial de 2014, vencendo-a por advertências, já que a rival teve duas e Telma Monteiro apenas uma.

Nas meias-finais, Telma Monteiro derrotou a francesa Automne Pavia nas por waza-ari. A judoca do SL Benfica, n.º 1 do Mundo, começou o combate de forma agressiva e, depois de conseguir pontuar, defendeu-se de forma magnífica dos ataques da n.º 7 do ranking mundial.

Está assim assegurada a 9.ª Medalha da comitiva portuguesa em Baku, mas também a 11.º Medalha de Telma Monteiro em onze participações em Campeonatos da Europa, um palmarés inigualável. Este é o seu quinto título, depois das conquistas em -52 kg, em 2006 e 2007, e em -57 kg, a sua categoria atual, em 2009 e 2012.

No final da competição, Telma Monteiro mostrou-se muito orgulhosa pela conquista do seu quinto título europeu.

"É especial por muitas razões, são os primeiros Jogos Europeus, conquistar logo uma medalha de ouro, ser Pentacampeã da Europa e ter vindo de uma lesão, sabendo que não estou na minha melhor forma. Tenho muitas razões para me sentir feliz hoje", referiu, em declarações à Comunicação Social.

Analisando a sua prestação ao longo da prova, a judoca do SL Benfica confessou que foi subindo de rendimento e no final arriscou tudo numa estratégia que provou ser vencedora.

"Mantive-me muito concentrada, muito focada e fui indo combate a combate. Consegui ganhar à holandesa que me ganhou há três semanas no Masters, depois tinha a francesa na meia-final que era provavelmente a minha maior adversaria e uma das principais adversárias nos Jogos Olímpicos. Tinha perdido nas últimas três vezes. Tinha definido uma estratégia nova para vencer e pensei «faço esta estratégia e caio, vou para casa e treino mais, ou vou ganhar». E felizmente consegui ganhar. Sinto-me muito feliz por dar mais uma Medalha para Portugal", concluiu a n.º 1 do Ranking Mundial em -57 kg.

Sem comentários:

Enviar um comentário