Tradução (Translate)

segunda-feira, 6 de julho de 2015

ESTOU ESCLARECIDO...


Um ano de diferença foi o suficiente para o programa Play Off da SIC Notícias virar um tasco de esquina, o nível desceu tanto com a presença do Rodolfo Reis que não sei como é que o António Simões ainda consegue por lá andar... enfim, adiante... hoje posso afirmar sem qualquer duvida que Jorge Jesus não conseguiu acompanhar o crescimento do Benfica, ficou preso ao seu próprio ego e teve de seguir o seu caminho, a falta de personalidade que revelou no tema da formação foi perturbante e assustadora, JJ teve ainda a falta de humildade de menosprezar a importância que a estrutura do Benfica teve nos sucessos do clube nos últimos anos, Jesus já só consegue ver o seu próprio reflexo, pareceu-me evidente que sua saída era inevitável... posso estar enganado, mas tenho a sensação que Jorge Jesus vai sentir muito mais a falta do Benfica que o Benfica a falta de Jorge Jesus... veremos.

13 comentários:

  1. o que me deixa perplexo é como é que o Benfica permite que o António Simões continue no meio daquela gente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica não tem de proibir ninguém de participar em programas de televisão. E, se pensares bem, esta é a única forma de haver algum contraditório...

      Eliminar
    2. A saída de Simões seria um sinal de fraqueza injustificável... quem devia tomar uma atitude era a Direcção do Programa ou a própria SIC, uma vez que o estilo arruaceiro e trauliteiro da personagem, bem ao estilo do jogador mediano q foi, apenas faz c/ q as pessoas de bem desliguem o som qd ele vomita as suas aleivosidades e lugares comuns q nada acrescentam...

      Eliminar
  2. JJudas entrou rapidamente em contradição - começando por dizer q as vitórias é q geravam a "Estrutura" confessou passados 3 minutos q a "estrutura" foi fundamental para para as vitórias alcançadas...

    Nota-se alguma desorientação e confusão - o choque c/ a realidade do zbording está a fazer mossa...

    E uma revelação fantástica e inacreditável - JJudas encontrou 2jogadores2 que podem fazer parte do... plantel principal! eh eh eh

    ResponderEliminar
  3. Idem idem aspas aspas
    Como é possível ter alguém do Benfica naquele programa sujeito a todo o tipo de más criações, insultos e outras coisas que tais por parte do bajulador mor que é aquele abjecto de pessoa que é o Rui Santos mais aquele azeiteiro do Rudolfo Reis

    RA

    ResponderEliminar
  4. Só é pena, é que no ano em que ele perdeu tudo... E NÃO ERA DESEJADO a sua continuação, ele não tenha percebido isso. Ou então... percebeu que nesse ano ninguém o queria!!! A isso... eu chamo de traidor... quando precisou o LFV aguentou-o... e depois ele dá uma facada dessas.
    Jesus é Grande... mas é o que está no céu... e este não dorme, acreditem!

    ResponderEliminar
  5. O pior foi dizer k Cancelo e Bernardo foram vendidos pelos valores divulgados pq foram trabalhar c/ a equipa A.

    crowseye

    ResponderEliminar
  6. Houve mais contradições:
    "Acredito que vamos ser campeões já no próximo ano"

    "O Benfica tem uma máquina oleada que continuará a ter êxito"...

    Vai haver dois campeões?

    ResponderEliminar
  7. O Jesus agora diz "L'état, C'est Moi".

    Ele que se foda, não se sentiu querido mas o Benfica não lhe ofereceu menos dinheiro...

    Quis sair, admita-o e vá à sua vida!

    ResponderEliminar
  8. Mas aprendeu a dizer net (já não é mau)

    ResponderEliminar
  9. Ainda acho k ele vai dizer k o patrocinio da Emirates foi um feito dele.

    -- crowseye --

    ResponderEliminar
  10. The way I see it:

    No início (2009), o Benfica tinha acabado de investir bastante no plantel, mas não conseguia encontrar um treinador que tivesse competência e qualidade acima da média, por isso trocava-se de treinador todos os anos e até mais do que uma vez por ano. LFV (tiro-lhe o chapéu) chamou Jorge Jesus, um gajo que eu achava que apenas tinha a mania que era bom e por isso não o desejava no Clube.

    A época 2009/2010 foi fantástica e eu passei a dizer que JJ não tinha a mania, ele era mesmo bom. Claro que passei a admirá-lo e a defendê-lo daqueles que o criticavam sobretudo para, através dele, chegarem à crítica ao Presidente.

    Jesus trouxe competência, ideias, pulso no balneário, foi, em suma, o homem perfeito para o que o SLB pretendia naquele momento. Blindar o Clube, passar a geri-lo de dentro para fora (sendo que o balneário era a área mais vulnerável antes de JJ). Para muitos foi ele o responsável por este rumo e esta solidez que o Benfica começou a desmontrar mais e mais, juntando-lhe a potencialização de jogadores e até a fraca aposta na formação casava bem com a fome de qualidade que o treinador apresentava na construção dos planteis, onde todos passaram a ser maneis. Hoje sabemos que as coisas não se passaram bem assim; a quota de responsabilidade de JJ é bastante inferior, estando na organização e na estrutura do SLB a maior fatia da responsabilidade do sucesso. Por isso o futuro é risonho! Neste aspeto, as reportagens da SIC foram bastante demonstrativas da grande máquina que é atualmente o Sport Lisboa e Benfica.

    Portanto, durante os primeiros tempos, Jesus era o homem certo no sítio certo, não tendo nunca LFV abdicado do rumo que pretendia para o Clube (aposta na formação, sobretudo), mas compreendendo que ainda não era a altura exata para exigir isso. Havia que cimentar algum sucesso e deixar crescer o Seixal. Infelizmente esse sucesso tardou um pouco, já que poderíamos ter feito mais nos anos de vitor pereira no porto. Esses dois campeonatos foram perdidos devido a um misto de influência arbitral, azar, falta de estofo do treinador, maior aposta na UEFA, deixando a equipa frágil para lutar pelo título. No final da época 2012/2013 estávamos numa situação idêntica a 2009. Precisávamos de uma solução «mágica». Numa situação desesperada, exige-se medidas desesperadas. Foi assim que (com total concordância minha) LFV decidiu manter JJ. O resto é história…

    Em 2015, no melhor ano de toda a história a nível de títulos e conquistas do SLB, sentiu o Presidente que era altura de recuperar o projeto «adormecido». JJ não estava interessado e penso mesmo que LFV saberia que para este novo rumo Jesus não seria o homem indicado. Tenho a certeza que a amizade e cumplicidade que os uniu no passado deixou há muito de existir. A pouco e pouco foi havendo um divórcio entre ambos. LFV estava descansado pois pensava que JJ iria para fora, abrindo caminho para uma sucessão tranquila. Por seu lado JJ percebeu que ficando no Benfica veria a sua área de ação bastante reduzida. Ela não o tinha sido antes, pois LFV precisava de tempo e veio a provar-se que ele estava certo: Jesus saiu e a máquina não abanou. Penso que se JJ sair do Sporting dentro de 2 anos irá provocar uma derrocada, já que a sua influência é já superior ao que alguma vez teve no Benfica. As negas que JJ levou de várias pessoas que se recusaram segui-lo provam que esta era a altura certa para o substituir. A cena do Sporting foi uma surpresa para quase todos, por isso as constantes contradições no discurso de Jesus.
    Concluindo, O SLB e JJ tinha percursos diferentes que pretendiam seguir e cada um segui o seu rumo. Não há qualquer drama. Apenas penso que Jesus deu um passo atrás na carreira e a maneira como deu o salto cheira um pouco a traição, mas não deixo de dormir descansado. A fé que tinha no homem tenho-a agora na estrutura e organização do Benfica. Se LFV provou que eu estava errado quando não quis JJ no início, decerto me irá provar estar de novo errado quanto a Rui Vitória e que o Tri está ali ao virar da esquina.

    Viva o BENFICA!

    ResponderEliminar