Tradução (Translate)

sábado, 9 de janeiro de 2016

O LADO BOM DA FORÇA


Matthias Walkner sofreu uma queda feia logo aos 15 km - poderá ter fracturado uma clavícula e o fémur - e foi assistido por Paulo Gonçalves. O piloto português da Honda, líder da geral nas motos, percebeu a gravidade da situação e parou para dar o alerta e ajudar o piloto austríaco durante alguns minutos... mais precisamente durante 10m53s, até chegar a equipa médica do Dakar 2016.
Walkner era apontado como um dos favoritos à vitória nas motos e por isso um adversário directo de Gonçalves, mas nem isso impediu o português de auxiliar o piloto da KTM, que tinha arrancado para a etapa deste sábado do terceiro lugar a 2m50s do líder, Paulo Gonçalves.
A organização do rali anunciou que vai descontar os 10m53s (tempo que ficou parado a auxiliar Walkner) ao tempo final do português, que assim sendo após a 7.ª etapa, entre Uyuni e Salta, mantém a liderança da prova, agora com -00:03:12 do que Price (AUS) KTM, 2º classificado da prova.

2 comentários:

  1. Grande atitude... esta vai ficar para a história não só do Dakar como também do desporto em geral. Honra para Portugal e para o Benfica. Todos fossem como ele...

    Classificação geral (motos):

    1. Gonçalves (PRT) Honda 22:52:30
    2. Price (AUS) KTM +00:03:12
    3. Svitko (SVK) KTM +00:09:24
    4. Quintanilla(CHL)Husqvarna+00:18:06
    5. Benavides (ARG) Honda +00:21:01

    ResponderEliminar
  2. Fair play. Bravo. Isto deveria fazer as primeiras paginas!

    ResponderEliminar