Tradução (Translate)

quinta-feira, 3 de março de 2016

FICA A CHAMADA DE ATENÇÃO A PEDRO MENDES (abolatv)


Gosto muito de hóquei em patins, modalidade que, tantas vezes desconsiderada, persiste com a dedicação e perseverança de dirigentes, técnicos e atletas. Felicito A BOLA TV pela transmissão de jogos do campeonato, ao contrário de estações com maior responsabilidade pública.
O Óquei de Barcelos-Benfica de sábado foi um magnífico jogo. Pavilhão repleto e entusiasmo transbordante. Tirando os jogos entre SLB e SCP em futsal, não há outra modalidade de pavilhão em que o interesse popular seja maior.
Nestas transmissões, é já habitual o comentador Pedro Mendes ser de uma parcialidade desmedida, quando o Benfica joga. Mas, neste jogo, ultrapassou todas as marcas. Não me refiro às banalidades que amiúde repete (p. ex.: «Que ganhe a melhor equipa e que a melhor seja a que marque mais golos» e «Barcelos a explorar a posse de bola». Refiro-me sim à não dissimulada sanha contra o Benfica. Passou o jogo a desvalorizar os golos encarnados, a atirar-se aos árbitros quando o Benfica marcava (enfatizando maliciosamente tratar-se de árbitros de... Lisboa) e a acabar dizendo que até tinha sido uma boa arbitragem quando, num jogo de 8 cartões azuis, se sucedeu a marcação de penáltis e de livres directos contra o Benfica. A certa altura, saiu-lhe o raciocínio para a verdade, quando o Benfica beneficiou de um claro livre directo, ao ser obrigado a concordar com a evidência da falta e proclamando «nós temos que ser um bocadinho honestos».
Sim, um bocadinho, evidentemente! Q.b.

P.S. E se o lance em Guimarães na área do SCP aos 93 m tivesse sido com o SLB, o que já se teria escrito no contumaz Facebook?
Bagão Félix, in A Bola

Sem comentários:

Enviar um comentário