Tradução (Translate)

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

MAIS UM ESCÂNDALO!


Interdição de Alvalade congelada na Liga
O antigo órgão disciplinar da Liga concluiu que Bruno de Carvalho e Octávio Machado lesaram o bom-nome e o prestígio do futebol.

A antiga Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga (CII) deixou à sua sucessora, Comissão de Instrutores (CI), um processo praticamente concluído, que visava o Sporting, em que se invocava o ilícito disciplinar grave, denominado por ‘ofensa ao bom-nome e ao prestígio das competições profissionais de futebol’, que tem como consequência/pena a interdição do Estádio José Alvalade de um a três jogos.

Segundo soube o CM, o relatório final estava pronto para que a nova CI (em funções desde agosto) avançasse com uma acusação e a fizesse seguir para o Conselho de Disciplina (CD) da FPF, que, de acordo com os regulamentos, é o órgão que aplica as penas propostas pela justiça da Liga. Contudo, com a mudança de nome do órgão jurisdicional da Liga e a substituição de Cláudia Santos por Cláudia Viana, promovida por Pedro Proença, com o apoio de Sporting e FC Porto, o caso dos leões ainda não chegou ao CD.

Em causa estão participações do Benfica, em 2015 e 2016, contra elementos do Sporting. A CII juntou também ao processo outras declarações de Bruno de Carvalho e Octávio Machado, que foram constituídos arguidos e informados disso. Já os casos de Jaime Marta Soares e Jesus, também visados pelo Benfica, foram arquivados. O dirigente por a CII considerar que não é agente desportivo; e o treinador por não ter cometido qualquer infração que colocasse em causa o bom-nome das competições, ao contrário do que sucedeu com Bruno de Carvalho e Octávio Machado.
in CM

1 comentário:

  1. Mas há dúvidas? Castiga-se o nosso presidente. Só pode ser por ele falar pouco.

    ResponderEliminar