Tradução (Translate)

sexta-feira, 9 de junho de 2017

PARECE-ME EVIDENTE... O BENFICA FOI ALVO DE UM ROUBO INFORMÁTICO, FALTA SABER A DIMENSÃO DO MESMO!

Cartilha, bilhetes para o presidente da APAF, apoios aos adeptos das claques do Benfica e agora os emails do Pedro Guerra... parece-me evidente que o Benfica foi alvo de um roubo informático, falta saber a dimensão do mesmo, no entanto já sabemos onde se encontra todo o material roubado, está na posse do FCP... enfim, estamos perante um caso muito grave de espionagem informática e em que quem tem o material roubado se anda a vangloriar publicamente... este é talvez o primeiro caso desta dimensão em Portugal e o Benfica devia pedir à PJ para confiscar imediatamente todo o material roubado que Franscisco J. Marques afirmou publicamente ter ainda em seu poder e questionar o individuo para saber como é que ele obteve esse mesmo material... o FC Porto já demonstrou que vai gerir a divulgação do material roubado a seu belo prazer e que essa mesma divulgação será cíclica... a Polícia Judiciária têm de confiscar imediatamente todo o material roubado, proibir futuras publicações e se não o fizerem o Benfica pode e deve-o exigir pois o Francisco J. Marques já afirmou publicamente que se encontra em poder dessa mesmo material roubado.
Isto é muito grave e nem quero imaginar até onde e que documentos confidenciais estes criminosos informáticos poderão ter roubado... resta saber se este foi um trabalho contratado por alguém do FCP ou se foi um hacker antibenfiquista que roubou e lhes ofereceu a informação... não sei porquê, mas tenho a sensação que isto vai acabar muito mal para alguém e que esse alguém não vai ser ninguém ligado ao Benfica.
Relembro que corria o ano de 2011 e o jornal i dava-nos conta desta notícia...

Espionagem. Emails do Benfica podem chegar ao FC Porto?

Dirigentes temem que informação confidencial seja passada ao rival. Contrato com a Sportinveste não é renovado.

Alguns sócios do Benfica receberam na terça-feira nos seus emails, alegadamente por engano, uma newsletter com conteúdos do FC Porto. Poucas horas depois, o clube da Luz anunciava que iria processar judicialmente a Sportinveste Multimédia, empresa responsável pela gestão do site e distribuição do correio electrónico das águias. Este episódio veio agravar uma suspeita que, sabe o i, tem sido mais ou menos comentada nos últimos dois anos entre dirigentes e funcionários do Benfica: a de que as caixas de correio electrónico possam estar a ser consultadas no exterior. "A Sportinveste gere o site e os servidores de email de Benfica e FC Porto, portanto, daí a suspeita de que os nossos rivais possam ter acesso a informação confidencial", disse ao i fonte encarnada.

A desconfiança benfiquista deve-se principalmente aos assuntos relacionados com o futebol. Fonte do clube confirmou ao i que Rui Costa, director desportivo, era um dos responsáveis que mais preocupações exibia sobre este assunto, já que nos seus emails troca correspondência relativa às contratações do Benfica. Ou seja, a suspeita instalou-se na alta cúpula dirigente do clube e conheceu dois momentos agravantes. Primeiro, na pré-temporada 2009/10, quando o FC Porto concretizou os negócios de Falcao e Alvaro Pereira, dois jogadores que estiveram muito perto de assinar pelas águias, situação que deixou os responsáveis encarnados apreensivos. Depois, com o erro desta semana. "Se a Sportinveste falhou desta maneira, quem nos garante que não irá fazer pior até Novembro [quando termina o vínculo com o Benfica], quando já é público que o contrato não vai ser renovado?", questionou fonte das águias. Por outras palavras, na Luz teme-se que, se alguns emails estiverem a ser vigiados, estes últimos cinco meses com a Sportinveste, possam significar uma maior fuga de informação para o rival. O proprietário da Sportinveste (além da Olivedesportos e Sport TV) é Joaquim Oliveira - amigo de Pinto da Costa e de Luís Filipe Vieira - e personalidade conotada há muito tempo com o FC Porto. E se as alegações difícilmente dariam para um filme do James Bond, chegam pelo menos para manter as cabeças de alguns dirigentes encarnados ocupadas com contos de espionagem.

Fonte oficial do Benfica ontem contactada pelo i acabou por confirmar a desconfiança, mas também procurou desvalorizá-la, salientando que a decisão de rescisão do contrato se deve principalmente a questões de operacionalidade: "O Benfica é que vai passar a fazer a gestão do site. Demoram muito tempo a colocar a nossa informação online". A violação da confidencialidade de um endereço de email é grave mas também, numa situação como esta, difícil de provar. Por isso, sabe o i, as águias nunca apresentaram qualquer queixa junto das autoridades competentes.

Sem explicações após o erro de envio das newsletters, a Sportinveste Multimédia (SM), que também gere o site do Sporting, não fez qualquer comunicação pública sobre o sucedido. O i questionou a empresa sobre a falha e procurou saber mais informação sobre a segurança dos endereços de email, mas não obteve resposta até ao fecho da edição. Seguindo as pisadas, na Internet, consegue-se saber que o responsável técnico da Sportinveste pelos domínios de Benfica e FC Porto é a mesma pessoa. Os emails dos dois clubes estão alojados em servidores geridos pela SM, o que por si não prova nada. "Benfica e Sportinveste Multimédia têm o mesmo endereço IP [uma espécie de morada virtual], o que significa que o servidor é o mesmo. Mas num caso como este, seria difícil ter provas de que alguém acedeu a emails do Benfica. Os computadores guardam registo das operações efectuadas, mas admitindo que alguém dessa empresa poderia conseguir aceder ilegalmente aos emails, só a PJ poderia provar", esclareceu ao i um especialista informático.
in Jornal i
Obs.: Apesar do link ser direccionado para a página principal do jornal i, o endereço existe como podem comprovar na barra superior do endereço informático... esta notícia foi largamente partilhada em 2011 por sites e blogs ligados ao Benfica... (Clicar aqui) e (Clicar aqui).

5 comentários:

  1. Ontem fiz um comentário no BGB acerca deste tema. É extremamente preocupante o que se passa, porque me parece evidente que o crime existiu. Também me parece evidente que o Benfica não deve noticiar esta situação, para não se comprometer nem a si nem a terceiros incluídos nesses emails. Mas do ponto de vista meramente jurídico, não posso deixar de acreditar que medidas estejam a ser tomadas para reforçar a segurança por um lado, mas por outro, para seguirem os naturais processos para o MP. O que é chocante e caricato, é que mais uma vez, comprovadamente, é o FCP que utiliza a informação na opinião pública, e não há um comentador, um dirigente da liga ou da FPF, um jornalista, que se insurja contra a divulgação de emails privados, que constitui um crime!!! Então mas agora vale tudo? Na situação da conversa em off do BDC houve essa manifestação de repúdio, mas no caso dos emails não há porquê? Só interessa é denegrir a imagem do Benfica a todo o custo? Então mas isto não acontece com grandes empresas, e nesses casos não se fala do conteúdo, mas antes da atitude criminosa? Não é altamente criticável? Ou como se trata do mundo do futebol, olha-se para o lado porque isto dá audiências e vende jornais? Lamentável.

    ResponderEliminar
  2. Não será que foi algum pirata infiltrado dentro do SLB?
    saudações gloriosas do viana do castelo (Minho)

    ResponderEliminar
  3. Já está a ser investigado. Até já sabem quem roubou e quem comprou. Só que está sem segredo de justiça.

    ResponderEliminar
  4. Aposto com vocês que foram os gajos que trabalhavam para o Benfica, quando este tinha parceria com a Controlinveste, e que agora trabalham no departamento de comunicação dos dragartos.

    ResponderEliminar
  5. Os e-mails (a serem reais) não dizem absolutamente nada! É trampa para fruteiro ver!

    ResponderEliminar