Tradução (Translate)

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

FICA O AVISO... NINGUÉM PASSARÁ POR ENTRE OS PINGOS DA CHUVA


Que fique bem claro, os Benfiquistas estarão sempre do lado de quem lidera o clube enquanto estes fizerem tudo o que tem de ser feito para se vencer mesmo quando não se conseguem atingir os objectivos, mas esta temporada a direcção do Benfica não preparou decentemente o clube para um ano de grandes dificuldades dentro e fora de campo, a falta de investimento foi óbvia e continuamos todos a aguardar explicações para tal facto num ano em que apenas dois clubes se poderão qualificar para a Liga do Campeões.

Mais uma vez começam a surgir movimentações mediáticas para desculpabilizar o grande presidente Vieira de tudo o que se está a passar esta temporada... não deixa de ser engraçado como o Departamento de Comunicação do Benfica é tão rápido e eficiente a defender a honra e o trabalho do grande presidente Vieira, mas é tão lento e ineficaz a defender o bom nome do Benfica... deve ser só impressão nossa!

Já vimos este filme vezes demais para pensar que é só pura coincidência, o Sr. Vieira que não pense que desta vez se safará por entre os pingos da chuva, nós já sabemos o que a casa gasta e sabemos perfeitamente que não custa nada sacrificar os yes-man que forem necessários para manter a imagem do presidente imaculada. Que fique bem claro que quem não quis investir no plantel depois de facturar mais de 120M€ em vendas de jogadores foi o Sr. Vieira e seus acólitos e que ninguém dentro do clube conseguirá desviar as atenções deste facto... ao Rui Vitória só lhe digo para abrir os olhos, as vacas sagradas no plantel ainda lhe vão sair muito caras.... que comece é a vincar a sua posição dentro do clube e se deixe do politicamente correcto, porque no fim se alguém tiver que cair, a bem ou a mal, já todos sabemos por onde irá rebentar a corda.

Dos Benfiquistas esperem o apoio total ás equipas por esses estádios e pavilhões de Portugal... em relação ao aumento pornográfico dos preços dos bilhetes para os jogos da Champions a resposta já foi dada contra os russos... não nos peçam é para estar calados a ver a direcção do Benfica a mandar tiros nos pés com a puta da mania que está 10 anos à frente da concorrência, o Benfica é e será sempre um clube de e com liberdade de expressão.
Presidentes, direcções, treinadores e jogadores passam pelo Benfica e os únicos que ficam são os seus adeptos... muitos continuam a cometer o erro de pensar que o Benfica lhes deve muito por representarem o clube quando deveriam de ser eles a agradecer todos os dias por representarem o Benfica... fica o aviso... seriedade, competência e trabalho, é só isto que os Benfiquistas pedem, o resto é conversa... no Bessa lá estaremos todos juntos a apoiar o Benfica, façam a vossa parte que nós iremos certamente fazer a nossa.
RUMO AO P3N7A.

7 comentários:

  1. ...não se fala assim de quem "despenhorou" as pedras da calçada...
    Olha que sem Vieira o nosso Glorioso acaba. Rezemos pois!!!

    ResponderEliminar
  2. Não podia estar mais de acordo!

    ResponderEliminar
  3. a Sad Benfiquista so viu milhoes em vendas...e nao se ve o passivo a descer,vao buscar mais gente nao benfiquista para comer do bolo.aumentam os precos dos bilhetes para que os benfiquistas facam como o fizeram no 1o.jogo da Liga dos Campeoes nao aparecerem como o tinham feito anteriormente na casa dos 50 e tal mil...continuem assim,que os benfiquistas dao-vos a resposta no estadio.lembro-me no principio da epoca comecar LFV dizer que nao e perder um campeonato proximo que ia mudar a estrategia planeada...esta-se a ver que os resultados estao ha vista...oxala que nao seja o principio da derrocada desta direcao...quando da venda dos tres jogadores da defesa do slb viu-se que a estrategia de LFV era a Formacao,mas os jovens nao entram assim de caras na 1a.equipe como aconteceu com os referidos jogadores onde as circunstancias da altura assim o obrigaram a fazer...espero que a equipe nao sofra com estas palhacadas da direcao...sera que nao houve meia duzia de milhoes para colmatar as referidas vendas depois de sacar cento e tal milhoes em vendas?vamos acreditar na nossa equipe e que seja so desabafos dos benfiquistas,mas que a coisa esta a ficar feia ai isso esta...Nota:Nuno Gomes mais um Benfiquista a sair do slb,para entrar amigos(sera doutra cor?)da direcao...
    Um abraco
    A.Macedo

    ResponderEliminar
  4. Os novos Velhos do Restelo [1]
    Por Quimunda Muzila

    Sob direção de Luís Filipe Vieira, o Benfica iniciou um amplo programa de modernização no Seixal, que irá incluir a componente universitária. Pouco a pouco a marca Benfica internacionaliza-se, o clube ganha prestígio. Tão grande é o prestígio que o centenário e ganhador clube está a ser atacado em duas frentes: a frente externa exemplicada pelo Porto e pelo Sporting e a frente interna exemplificada por pessoas escudadas em pseudónimos. Este frente interna é o perfeito resgaste da velha imagem camoneana dos Velhos do Restelo.
    Qual o alvo dos agora aliados Porto/Sporting? O tetra do Benfica, o percurso para o Penta? Certamente um pouco disso. Mas o seu alvo central é o múltiplo plano de modernização, é o prestígio multilateral e crescente do Benfica, é o crescimento sem pausa do Benfica, é a sua capacidade para domesticar o mercado internacional, é a solidificação da sua marca. Por isso o atacam diariamente, das mais variadas maneiras, ferrando como fazem os mabecos da savana africana, atacando em grupo. Eis por que Porto e Sporting se aliaram e mabecam sem mercê. O Benfica é demasiado grande e criador para lutarem de per si. Os ataques são de uma severidade enorme, cheios de ódio tribal, primitivo, gente há que nem dorme a pensar e a atacar o Benfica em sua hostilidade obsessivo-compulsiva. É esse ódio que lhes permite escamotear, em parte, os seus problemas, a sua pequenez, a sua mediocridade. Mas, coisa espantosa, em seu enorme e ilimitado ódio os agora aliados acabam, afinal, por amar o Benfica. Na verdade, o ódio é, freudianamente, uma prova de amor. Sem o Benfica não existiam nem existem. Amor, queiram ou não, pelo sangue vermelho do Benfica, sangue deles também, amor-inveja pelo soberano e altaneiro voar da águia.
    Mas, como observei já, o Benfica não é só atacado pelos externos, mas, também, pelos internos sem rosto que não dizem quem são. Estes últimos formam os novos velhos do Restelo. E são tão severos e intolerantes quanto os seus ditos inimigos. Qual o conjunto dos alvos dos novos velhos do Restelo?
    Os novos velhos do Restelo atacam o Benfica - o Benfica que asseguram ser seu - em seis frentes, a saber: [1] a frente dos ditos maus resultados, [2] a frente da dita ausência de reforços, [3] a frente do que chamam sportinguização, [4] a frente das vendas de jogadores face a um passivo suposto não melhorar, [5] a frente anti-modernidade em curso no Seixal e [6] a frente do que chamarei anti-vieiraismo. Atacando em seis frentes, os novos velhos do Restelo ampliam a política de terra queimada levada a cabo pelos teneurs dos inimigos externos. É como se, assim fazendo em sua fúria, baixassem afinal a ponte levadiça do castelo para dar entrada àqueles que - dizem, veementes - querem impedir de entrar. Os novos velhos do Restelo lamentam o futuro, vituperam o futuro, é como se encarnassem o anjo do "Angelus Novus" de Paul Klee que, segundo Walter Benjamin, apenas via ruínas na estrada do progresso.

    ResponderEliminar
  5. Os novos velhos do Restelo [2]
    Por Quimunda Muzila
    Sobre a primeira frente, a dos maus resultados: os novos velhos do Restelo habituaram-se às vitórias, aos obstáculos vencidos, às manchetes dos triunfos. O mais pequeno lapso, a mais pequena escorregadela, é suficiente para pedirem o linchamento imediato do presidente, do treinador e dos jogadores. Em suas veementes críticas entendem - seres divinos que se julgam - saber mais do que todos. Jamais entenderão que tudo é processo com altos e baixos, com subidas e descidas. Em sua raiva linchatória e ingrata, jamais entenderão que o Benfica sempre chega ao cimo no momento em parece estar a descer. Toda a águia vê e analisa o mundo lá no alto, no cimo. Sobre a segunda frente, a dos reforços. Fascinados com os reforços do Sporting - eles, que condenam a dita suportinguização do Benfica -, entendem que as vitórias só podem ser obtidas com a inclusão de jogadores caros, com prestígio. Jogadores da formação, equipa B, processo de formação e selecção criteriosa, Seixal em pleno e aumentado funcionamento - tudo coisas que requerem tempo e cuidado -, nada disso lhes interessa. O que lhes interessa é o Benfica não perder, é o Benfica imediato, instantâneo, é o Benfica vitorioso pronto a consumir, é o Benfica estar "reforçado" com as estrelas deles, estrelas dos novos velhos do Restelo. Por isso chegaram à conclusão de que o clube está a arder, que o clube é vítima de um tsunami, que o Benfica colapsou. Assim vão dando mão e razão aos "inimigos" externos.
    Passemos à terceira frente visada pelos novos velhos do Restelo: a sportinguização. "O que passa-se?" Passa-se que esse novos velhos do Restelo chegaram à conclusão de que o Benfica está a tornar-se uma extensão do Sporting, uma casa do Sporting. A agregação de quadros que trabalharam para o Sporting significa, para os catastróficos do Restelo, o fim do Benf. Os intrusos são vistos como cavalos de tróia de Luís Filipe Vieira. Não importa se possuem qualidade, honestidade e competência para gerir, o que importa é que são do Sporting, são leões perigosos, são invasores. Aqui está o princípio básico do tribalismo primevo, do semáforo tribal: o verde para uns, o vermelho para outros. É a teoria da substância impoluta. Nem querem saber se a modernidade transfronteiriça ganha pelo Benfica tem a ver como o actual CEO, tal como não querem saber se a formação do Benf vai ainda ser mais acuante e cientificamente moderna com a agregação de um professor universitário conceituado que não é "dr pequeno", mas "Doutor" por extenso. Os novos velhos do Restelo vivem da substância unívoca, pura, fruto de geração espontânea.

    ResponderEliminar
  6. Os novos velhos do Restelo [3]
    Por Quimunda Muzila
    Passemos à frente das vendas de jogadores face a um passivo suposto não melhorar. O que realmente se sabe sobre o destino das vendas de jogadores (essas modernas mercadorias) e sobre o passivo? O que se sabe para além de lugares-comuns habitados pela preguiça, pelo ciúme, pela raiva e pela ausdência de pesquisa séria e cientificamente conduzida? Já entraram em contacto com o CEO? Já tomaram real contacto com as obras em curso e a vir no Seixal? Já se interrogaram sobre por que possuem o mesmo discurso passivamente passivo sobre o passivo que habita o discurso da cabeça de Janus que é o PortoSporting? Os novos velhos do Restelo convenceram-se de que o passivo se despassiva num ápice com alguns milhões de dólares. O seu único fito consiste em defender que o muito dinheiro ganho com a venda de jogadores devia ser fundamentalmente aplicado no reforço - à Sporting - da equipa. Reforçar e ganhar de imediato: eis o pensamento Fórmula 1, à pressão, dos novos velhos do Restelo. Se assim não acontecer - vaticinam - é o fim do Benfica.
    Passemos à quinta frente de combate dos novos velhos do Restelo: a modernidade do Seixal. Na verdade, criticam o que está em curso no Seixal, criticam o que se espera venha a ser construído futuramente no Seixal, criticam o sonho de uma universidade, criticam o sonho de uma formação superior, cientificamente erguida e gerida. O futuro Seixal poderá ser um empreedimento único no mundo. Estou certo de que será. Apostar na formação superior, Benficar a formação universitária, é coisa que não cabe na tribal alma dos novos velhos do Restelo, convencidos de que aí reside a débâcle das históricas águias soberanas. E, finalmente, a sexta frente: a da luta contra Luís Filipe Vieira. Queiram ou não, foi com o consulado dele que o Benf voltou a ser a águia soberana, aquela que do alto vê bem melhor do que outrem. É com o consulado dele que a o Benfica continuará a crescer. O futuro das águias soberanas depende não do lateral esquerdo em falta, do guarda-redes por solidificar, da idade do Luizão, dos jogadores flops e por aí fora. O fiuturo das belas e soberanas águias invencíveis depende do Seixal. Seixalemos, então, sempre, com muito dinheiro, o nosso Benfica destribalizado e cientificamente cada vez mais formador. Desporto não se constrói produzindo inimigos e sangue e ódio. Forte abraço e obrigado por terem lido esta série.

    ResponderEliminar