Tradução (Translate)

sábado, 23 de setembro de 2017

INVESTIMENTO DE 17M€ PARA A NOVA CIDADE DESPORTIVA DO BENFICA


Visto que a comunicação social que os iluminados do Benfica tanto gostam de alimentar não parece muito interessada em noticiar o projecto da nova Cidade Desportiva do Benfica, deixo-vos algumas novidades...

-Terreno com 10 hectares
-Pavilhão Desportivo com 5 campos de modalidades
-Pavilhão para Artes Marciais e Ginástica
-Campo de Rugby com bancada coberta de 1500 lugares
-Campo de Rugby para formação e treino
-Campo de Futebol 11 (futebol feminino)
-Pista de Atletismo
-Pista de Corrida Indoor
-Piscina de 25m com 8 pistas
-Clínica de Saúde Desportiva
-Health Club com 3000m2
-Club House
-Sala Reuniões
-Restaurante

O terreno de 10 hectares será doado pela autarquia de Oeiras.
"A Câmara de Oeiras só libertou o terreno. O investimento, que deverá rondar os 17 milhões de euros, será da responsabilidade do Benfica", disse à agência Lusa Paulo Vistas, presidente da Câmara de Oeiras.
A obra deverá ser construída num prazo que oscilará entre os dois e três anos, mas tudo dependerá dos materiais que forem escolhidos para a construção do equipamento desportivo... ou seja, digo eu, lá para o final deste mandato está pronto a ser inaugurado antes das eleições, não tem nada que saber!

Dito isto... de todo o projecto apresentado defendo que o futebol feminino deveria de ser incorporado no Caixa Futebol Campus no local mais próximo da praia onde era o pelado do Seixal FC. Defendo também que a piscina deveria de ser Olímpica com 50m e não com 25m como está projectado, aliás, penso mesmo que construir uma piscina de 25m não faz sentido quando se quer ter um Centro de Alto Rendimento de nível mundial. Espero também que guardem espaço para uma possível expansão do projecto pois ou muito me engano ou num espaço temporal de aproximadamente 10 anos a expansão vai ter que ser uma realidade!

Observação: Realmente este novo projecto do SL Benfica está a incomodar muita gente, para lá de o omitirem na comunicação social, os comentários que tenho atirado directamente para o lixo deixam-me a certeza que anda por aí muita gente aziada...



6 comentários:

  1. O anúncio oficial deste projeto traz outra grande noticia associada: a possivel criação de uma secção de futebol feminino.

    Só lamento a não aposta numa piscina de tamanho olimpico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é realmente uma boa notícia! A ver se um dia destes enchemos a Praça do Município :) :) :)

      Eliminar
  2. Realmente, faz pouco sentido construir uma piscina de 25m, quando se quer apostar em atletas para competir a nivel internacional.

    ResponderEliminar
  3. E a nossa equipa feminina de polo aquático vai continuar a jogar em Reboleira ou passará a jogar em Oeiras?

    Pelo que sei, não jogavam na piscina da Luz por esta não ter a profundidade minima necessária (1,80m).

    ResponderEliminar
  4. Com todos os defeitos que a actual direcção tem ( e terá muitos, pois onde há mão humana não existe perfeição), a verdade é que pelo menos obra deixa. e a verdade é que, apesar de todas as críticas que se possam apontar, se as contas do clube não estivessem minimamente saudáveis não era possível um investimento desta envergadura (e aqui há a juntar as obras de alargamento do Seixal), dado que os bancos há muito fecharam a torneira (veja-se o caso dos rivais). Realmente, a menos que exista algum constrangimento de espaço (ou outro qualquer, até financeiro), é realmente pena a piscina não ter 50 metros (embora se calhar, até em termos de treino não se justifique).. Maria

    ResponderEliminar
  5. Como centro de treino não sei se a piscina deverá ter 50m ou se 25 serão suficientes.

    Recordo apenas que a piscina do Belenenses, de 50m, tinha um custo anual de 500.000€ em 2010 e dava um prejuízo de 200.000 por ano.

    Para além dos 17M que as infraestruturas custarão é preciso fazer contas à exploração e manutenção.

    Com 3 mega estruturas, estádio e equipamentos anexos, Seixal e Oeiras, é preciso fazer contas e pensar em fontes de financiamento para que não seja o futebol a ter de financiar tudo.

    Pela lista de equipamentos previstos, clínica, restaurante, health club, club house, salas de reuniões, parece haver essa preocupação.

    Penso que a lógica do colégio que pretendem criar no Seixal também passará pela rentabilização dos espaços, para além de servir os próprios atletas do clube.

    Saudações benfiquistas,
    J.P.

    ResponderEliminar